Trump indulta fraude de polêmico realizador
  • piramide

Correio do Pantanal

1 jun 2018 às 09:10 hs
Trump indulta fraude de polêmico realizador

EUTERS /LUCAS JACKSON

 

Donald Trump concedeu hoje um indulto a Dinesh D’Souza, um polêmico comentador e realizador muito crítico da antiga administração democrata de Barack Obama que tinha sido condenado por violação das leis de financiamento eleitoral.

Dinesh D’Souza, um comentador muito crítico da administração democrata de Obama (2009-2017), foi condenado em 2014 por ter cometido fraude ao nível do financiamento eleitoral, transgressão que o próprio confessou.O também escritor reconheceu então que tinha utilizado doadores fictícios para ultrapassar os limites de financiamento permitidos para doações pessoais para campanhas eleitorais.

A campanha em questão era de uma candidata republicana ao Senado (câmara alta do Congresso norte-americano).Na altura, foi condenado a cinco anos de pena suspensa, incluindo oito meses de trabalho comunitário. Dinesh D’Souza, que também fez comentários controversos sobre o islão e a comunidade afro-americana, ficou igualmente conhecido pelo livro “The Roots Of Obama’s Rage” (“As raízes da raiva de Obama”, em português) e pelos documentários “2016: Obama’s America” e “A América de Hillary [Clinton]”, obras muito críticas do Partido Democrata.

“Vou atribuir hoje um indulto total a Dinesh D’Souza. Foi tratado de forma muita injusta pelo Estado”, escreveu Trump, na rede social Twitter.

Depois da mensagem no Twitter, e já a bordo do avião presidencial (Air Force One) para uma deslocação ao Texas, Trump disse aos jornalistas que estava a considerar igualmente uma comutação da sentença do antigo governador do Illinois Rod Blagojevich (democrata), condenado por corrupção, bem como atribuir um indulto a Martha Stewart, uma reconhecida apresentadora da televisão norte-americana que foi condenada por envolvimento num escândalo financeiro associado à venda de ações.

Em 2017, Trump atribuiu um indulto ao polémico ex-xerife Joe Arpaio, que tinha sido condenado por práticas policiais discriminatóriascontra imigrantes ilegais.

Arpaio é atualmente candidato na corrida republicana que vai escolher o nome que irá disputar o lugar de senador do Arizona nas eleições intercalares agendadas para novembro deste ano.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.