Trabalhador rural morre após ser atacado por enxame de abelhas em fazenda de Pedro Gomes
  • piramide

Correio do Pantanal

28 abr 2022 às 09:34 hs
Trabalhador rural morre após ser atacado por enxame de abelhas em fazenda de Pedro Gomes

COXIM AGORA

Foto: Coxim Agora

Trabalhador rural Firmino Borges de Moraes, de 59 anos, morreu na terça-feira (26) após ser atacado por um enxame de abelhas em uma fazenda na zona rural de Pedro Gomes.

Conforme informações obtidas pelo Coxim Agora, a vítima trabalhava como diarista na propriedade desde o ano passado e havia saído em um trator quando foi atacado pelas abelhas que estava em um tronco de madeira.

Após ser atacado, Firmino ainda tentou fugir por aproximadamente 500 metros, no entanto, não resistiu as picadas e acabou morrendo próximo a uma árvore.

Por volta de 17 horas, assim que percebeu que Firmino estava demorando para retornar para o alojamento, um funcionário da fazenda foi de motocicleta até o campo para buscá-lo e retornar, no entanto, não o encontrou. O funcionário percebeu que o trator estava no local e retornou para a fazenda pedir apoio aos colegas.

Três funcionários foram ao campo, se aproximaram do trator e identificaram um tronco de madeira no veículo, momento em que foram atacados pelas abelhas. Eles saíram do local e começaram a procurar por Firmino, acreditando que estava longe por ter corrido das abelhas.

Os funcionários retornaram mais uma vez até a sede da fazenda e pediram apoio de mais pessoas para auxiliarem nas buscas pela vítima. Mais uma vez no campo, por volta das 19h, fizeram mais buscas, mais uma vez, sem sucesso.

Firmino só foi encontrado às 6 horas desta quarta-feira (27), morto e com marcas de picadas pelo corpo.

Foi apurado que Firmino colidiu o trator no troco de madeira, onde tinha uma caixa de abelhas. Ele saiu correndo, mas caiu próximo da árvore e foi atacado, no rosto e costas. A morte foi registrado como morte a esclarecer, na Delegacia de Polícia Civil de Pedro Gomes.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.