Tecnologia ajuda a reduzir em até 66% o tempo para formalizar convênios entre o governo de MS e prefeituras

Correio do Pantanal

26 set 2019 às 07:08 hs
Tecnologia ajuda a reduzir em até 66% o tempo para formalizar convênios entre o governo de MS e prefeituras

Software possibilita a tramitação online de convênios, do envio da documentação à assinatura final.

Por G1 MS

Caroline Wirtti, analista de negócios da Digix, empresa que desenvolveu a solução, o “Papel Zero” — Foto: Digix/Divulgação

Caroline Wirtti, analista de negócios da Digix, empresa que desenvolveu a solução, o “Papel Zero” — Foto: Digix/Divulgação

A utilização de novas tecnologias têm ajudado a desburocratizar o serviço público em Mato Grosso do Sul. Um exemplo, a redução em 66% do tempo, em média de 45 para 15 dias, para a formalização de convênios entre a secretaria estadual de Educação e as prefeituras. Entre as parcerias que foram agilizadas está, por exemplo, a do transporte escolar.

Segundo o coordenador de convênios da secretaria, Alessandro José Perassoli, a mudança aconteceu a partir da utilização de softwares de gestão, como o “Papel Zero”, que realiza a gestão eletrônica de processos governamentais.

“O software consolidou o processo digital na de forma a propiciar a expansão tecnológica nos processos administrativos. Tudo se tornou prático, rápido e padronizado com a legislação vigente. Com o sistema não há retrabalho, nem extravio ou esquecimento de documento. Ganhamos tempo, economizamos recursos e agilizamos os trâmites internos”, ressalta.

De acordo com Caroline Wirtti, analista de negócios da Digix, empresa que desenvolveu a solução, o “Papel Zero” automatiza toda a tramitação de documentos e desburocratiza os processos. Na secretaria, para formalizar um convênio entre governo e prefeitura antes era necessário imprimir o documento, assinar manualmente, transportar para o destinatário, entre outras ações, que demandavam tempo e recursos, com papel e armazenamento, por exemplo.

Agora, o processo é online: do envio do documento à assinatura final, pois o software garante a autenticidade jurídica do documento através da assinatura digital com certificação padrão ICP-Brasil.

Para a analista, os usuários de serviços públicos estão conectados aos novos avanços e querem ser atendidos com agilidade e qualidade.“As novas tecnologias estão aí, ao alcance das nossas mãos, o caminho é explorar suas funcionalidades para desburocratizar a prestação de serviços, buscar a modernização. As ações das organizações devem estar cada vez mais pautadas neste sentido”, conclui.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: