Sonda dos Emirados Árabes envia primeira imagem de Marte

Correio do Pantanal

15 fev 2021 às 16:42 hs
Sonda dos Emirados Árabes envia primeira imagem de Marte
Sonda "Amal" está em órbita sobre o Planeta Vermelho
Sonda “Amal” está em órbita sobre o Planeta VermelhoFoto: AFP

Sonda dos Emirados Árabes envia primeira imagem de Marte

A sonda “Amal”, dos Emirados Árabes Unidos, enviou a primeira imagem de Marte alguns dias depois de entrar em órbita à volta do planeta vermelho, anunciou da agência espacial daqueles países.

Segundo a AFP, a imagem foi conseguida na quarta-feira, um dia depois de os Emirados conseguirem colocar a sonda “Amal”, que em árabe significa Esperança, na órbita de Marte, tornando-se o primeiro país árabe a fazê-lo.

“A missão Mars dos Emiratos captou a imagem do maior vulcão do sistema solar, Olympus Mons, emergindo à luz do sol da madrugada”, cita a AFP.

This screengrab taken from handout video received from the China National Space Administration (CNSA)
This screengrab taken from handout video received from the China National Space Administration (CNSA) on February 13, 2021 shows the view of Mars from China’s Tianwen-1 spacecraft as it circles the planet in space on February 12. – China’s space agency released video footage from its spacecraft circling Mars on February 12, two days after it successfully entered the planet’s orbit in Beijing’s latest ambitious space mission. (Photo by Handout / China National Space Administration (CNSA) / AFP) / —–EDITORS NOTE — RESTRICTED TO EDITORIAL USE – MANDATORY CREDIT “AFP PHOTO / CNSA” – NO MARKETING – NO ADVERTISING CAMPAIGNS – DISTRIBUTED AS A SERVICE TO CLIENTSFoto: AFP

O momento foi também assinalado pelo emir do Dubai e primeiro-ministro do país, Mohammed ben Rached al-Maktoum, através da rede social Twitter: “A primeira imagem de Marte tirada pela primeira sonda árabe da história”, escreveu.

Aquela sonda foi concebida para fornecer uma imagem completa da dinâmica meteorológica do planeta Marte, “mas é acima de tudo um passo para um objetivo muito mais ambicioso: a criação de uma colónia humana em Marte dentro de 100 anos”.

This screengrab taken from handout video received from the China National Space Administration (CNSA)
This screengrab taken from handout video received from the China National Space Administration (CNSA) on February 13, 2021 shows the view of Mars from China’s Tianwen-1 spacecraft as it circles the planet in space on February 12. – China’s space agency released video footage from its spacecraft circling Mars on February 12, two days after it successfully entered the planet’s orbit in Beijing’s latest ambitious space mission. (Photo by Handout / China National Space Administration (CNSA) / AFP) / —–EDITORS NOTE — RESTRICTED TO EDITORIAL USE – MANDATORY CREDIT “AFP PHOTO / CNSA” – NO MARKETING – NO ADVERTISING CAMPAIGNS – DISTRIBUTED AS A SERVICE TO CLIENTSFoto: AFP

Ao contrário das missões chinesa, Tianwen-1, e norte-americana, Marte 2020, a “Hope” não vai aterrar no Planeta Vermelho, devendo utilizar três instrumentos científicos para monitorizar a atmosfera marciana.

As previsões apontam para que a sonda dos Emirados comece a transmitir informação em setembro, dados que estarão disponíveis para os cientistas de todo o mundo.

A “Amal” é uma das missões a decorrer com o objetivo de estudar o Planeta Vermelho. EUA e China estão também na corrida para saber mais sobre Marte, com o objetivo de tentar perceber se já houve vida no planeta e se será possível a Humanidade lá sobreviver.Partilhe este artigo no FacebookP

Sonda dos Emirados Árabes envia primeira imagem de Marte

Sonda "Amal" está em órbita sobre o Planeta Vermelho
Sonda “Amal” está em órbita sobre o Planeta VermelhoFoto: AFP

Sonda dos Emirados Árabes envia primeira imagem de Marte

A sonda “Amal”, dos Emirados Árabes Unidos, enviou a primeira imagem de Marte alguns dias depois de entrar em órbita à volta do planeta vermelho, anunciou da agência espacial daqueles países.

Segundo a AFP, a imagem foi conseguida na quarta-feira, um dia depois de os Emirados conseguirem colocar a sonda “Amal”, que em árabe significa Esperança, na órbita de Marte, tornando-se o primeiro país árabe a fazê-lo.

“A missão Mars dos Emiratos captou a imagem do maior vulcão do sistema solar, Olympus Mons, emergindo à luz do sol da madrugada”, cita a AFP.

This screengrab taken from handout video received from the China National Space Administration (CNSA)
This screengrab taken from handout video received from the China National Space Administration (CNSA) on February 13, 2021 shows the view of Mars from China’s Tianwen-1 spacecraft as it circles the planet in space on February 12. – China’s space agency released video footage from its spacecraft circling Mars on February 12, two days after it successfully entered the planet’s orbit in Beijing’s latest ambitious space mission. (Photo by Handout / China National Space Administration (CNSA) / AFP) / —–EDITORS NOTE — RESTRICTED TO EDITORIAL USE – MANDATORY CREDIT “AFP PHOTO / CNSA” – NO MARKETING – NO ADVERTISING CAMPAIGNS – DISTRIBUTED AS A SERVICE TO CLIENTSFoto: AFP

O momento foi também assinalado pelo emir do Dubai e primeiro-ministro do país, Mohammed ben Rached al-Maktoum, através da rede social Twitter: “A primeira imagem de Marte tirada pela primeira sonda árabe da história”, escreveu.

Aquela sonda foi concebida para fornecer uma imagem completa da dinâmica meteorológica do planeta Marte, “mas é acima de tudo um passo para um objetivo muito mais ambicioso: a criação de uma colónia humana em Marte dentro de 100 anos”.

This screengrab taken from handout video received from the China National Space Administration (CNSA)
This screengrab taken from handout video received from the China National Space Administration (CNSA) on February 13, 2021 shows the view of Mars from China’s Tianwen-1 spacecraft as it circles the planet in space on February 12. – China’s space agency released video footage from its spacecraft circling Mars on February 12, two days after it successfully entered the planet’s orbit in Beijing’s latest ambitious space mission. (Photo by Handout / China National Space Administration (CNSA) / AFP) / —–EDITORS NOTE — RESTRICTED TO EDITORIAL USE – MANDATORY CREDIT “AFP PHOTO / CNSA” – NO MARKETING – NO ADVERTISING CAMPAIGNS – DISTRIBUTED AS A SERVICE TO CLIENTSFoto: AFP

Ao contrário das missões chinesa, Tianwen-1, e norte-americana, Marte 2020, a “Hope” não vai aterrar no Planeta Vermelho, devendo utilizar três instrumentos científicos para monitorizar a atmosfera marciana.

As previsões apontam para que a sonda dos Emirados comece a transmitir informação em setembro, dados que estarão disponíveis para os cientistas de todo o mundo.

A “Amal” é uma das missões a decorrer com o objetivo de estudar o Planeta Vermelho. EUA e China estão também na corrida para saber mais sobre Marte, com o objetivo de tentar perceber se já houve vida no planeta e se será possível a Humanidade lá sobreviver.Partilhe este artigo no FacebookP

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.