A Salvação
  • Projetando

Correio do Pantanal

23 ago 2019 às 06:27 hs
A Salvação

A Salvação

PALAVRA – Lucas 13:22-30 – 22Depois Jesus foi pelas cidades e povoados e ensinava, prosseguindo em direção a Jerusalém. 23Alguém lhe perguntou: “Senhor, serão poucos os salvos? ” Ele lhes disse: 24“Esforcem-se para entrar pela porta estreita, porque eu lhes digo que muitos tentarão entrar e não conseguirão. 25Quando o dono da casa se levantar e fechar a porta, vocês ficarão do lado de fora, batendo e pedindo: ‘Senhor, abre-nos a porta’. “Ele, porém, responderá: ‘Não os conheço, nem sei de onde são vocês’. 26“Então vocês dirão: ‘Comemos e bebemos contigo, e ensinaste em nossas ruas’. 27“Mas ele responderá: ‘Não os conheço, nem sei de onde são vocês. Afastem-se de mim, todos vocês, que praticam o mal! ’ 28“Ali haverá choro e ranger de dentes, quando vocês virem Abraão, Isaque e Jacó e todos os profetas no Reino de Deus, mas vocês excluídos. 29Pessoas virão do oriente e do ocidente, do norte e do sul, e ocuparão os seus lugares à mesa no Reino de Deus. 30De fato, há últimos que serão primeiros, e primeiros que serão últimos”.

MENSAGEM – A Liturgia propõe o tema da SALVAÇÃO. A Salvação é um dom, que Deus oferece a todos, mas a porta para entrar no Reino é estreita. As leituras bíblicas aprofundam esse tema: Na 1a Leitura, o Profeta fala de uma Comunidade Universal. Deus oferece a salvação a todas as pessoas e a todos os povos: “Eu virei para reunir os homens de todos os Povos; eles virão e verão a minha glória”. (Is 66,18-21) E acrescenta algo inaudito: “Escolherei estrangeiros devotos ao meu nome… e os enviarei como missionários para anunciar a minha salvação”. A 2ª Leitura afirma que o homem encontra a Salvação em Deus e deve deixar-se guiar por ele. Como Pai, corrige e repreende os que se desviam do bom caminho da Salvação para que alcancem a meta final, a herança reservada a seus filhos. (Hb 12,5-7.11-13) No Evangelho, Jesus aponta o caminho da salvação. (Lc 13,22-30) Começa com uma pergunta dirigida a Jesus: “São muitos os que se salvam?” Os judeus estavam convencidos de que só povo de Israel se salvaria… Jesus não responde à pergunta, dizendo o NÚMERO dos que se salvam… Prefere revelar o CAMINHO para a salvação. Fala que o banquete do “Reino” é para todos. No entanto, não há entradas garantidas, nem bilhetes reservados, e estreita é a porta para entrar nele. Complementa o pensamento com uma pequena PARÁBOLA: Um Senhor oferece um banquete. Todos podem tomar parte, porque é de graça. Todos procuram entrar. Alguns passam outros não conseguem. A um certo ponto a porta se fecha. Quem está dentro? Os patriarcas… os profetas…, e uma multidão incontável, vinda de todos os lados… Quem está fora? Um grupo que conheceu o Senhor e pretende entrar de qualquer jeito, expondo os seus motivos: “Comemos e bebemos contigo e tu ensinaste em nossas praças”. E o Senhor não abre a porta e os manda embora… Não basta o privilégio de pertencer ao povo eleito… E, aos “convencidos” de ter a salvação garantida, conclui com um alerta: “Não vos conheço…” A Salvação é oferecida para todos, independentemente de raça, de condição social, econômica ou religiosa… Deus oferece gratuitamente a Salvação, mas espera nossa resposta, o nosso compromisso com os valores do Evangelho. Basta acolher essa oferta, aderir a Jesus e entrar pela “porta estreita”. Mas para muitos, a “porta estreita” não é muito popular… A felicidade se encontra no poder, no êxito, na exposição social, nos cinco minutos de fama que a televisão proporciona, no dinheiro… Para passar pela PORTA ESTREITA, são necessárias duas coisas: Desfazer-se de muitas “gorduras”, de tanta coisa desnecessária… Tornar-se pequeno, simples, humilde, servidor, como criança: “Quem não se fizer como criança não terá lugar no reino de Deus”. Os de grande estatura e os gordos não passam… Um alerta: Não haverá privilegiados, entradas garantidas, bilhetes reservados… O ser cristão não é um meio mágico de salvação; ela é o resultado do encontro entre o esforço humano e o dom de Deus. Para salvar-se, não basta entrar na Igreja uma vez pelo Batismo, mas querer entrar todos os dias pela “porta estreita” da fidelidade à mensagem de Cristo e do Evangelho. Naquela hora, não haverá desculpas: Sou católico desde criança… Vou à missa todos os domingos, confesso com freqüência, pago sempre o dízimo, ajudo a Igreja… Sou amigo do Padre… do Bispo…  Fiz o cursilho… o seminário da RCC… sou membro do Apostolado… Naquela hora, poderá ter surpresa: “Não sei de onde vocês são… afastem-se de mim… Há últimos que serão primeiros e primeiros que serão últimos.” Estranhos entrando na glória e “praticantes” excluídos do banquete… São muitos os que se salvam? Jesus não respondeu diretamente à pergunta quanto ao Número, fala dos Destinatários da salvação e o Caminho para consegui-la”: A “porta estreita” do despojamento e da humildade… Se olharmos apenas as exigências de entrar pela “porta estreita”, poderíamos ficar preocupados… Mas sabemos que Deus é mais bondade e misericórdia, do que justiça. Cristo nos garante: “Eu sou a porta, quem entrar por mim, será salvo…” (Jo 10,9) E Paulo nos garante uma verdade muito consoladora: “É vontade de Deus que todos os homens se salvem, e todos cheguem ao conhecimento da verdade…” (1Tm 2,4) A porta é estreita, mas está aberta… Dia do Leigo e do Catequista Saudamos nesse dia a todos os LEIGOS e CATEQUISTAS que exercem esse precioso serviço na Comunidade. Obrigado por tanto bem que realizam. Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa – 25.08.2019

NOTÍCIAS DIOCESANAS

22 a 25 de Agosto – Cursilho Masculino – EMAÚS

25 de Agosto – Retiro em Preparação Semana Missionária – das 07 às 12 hs – Salao Paroquial São Francisco das Chagas – Coxim/MS

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: