Quadro de Churchill é leiloado por quase US$ 10 milhões; obra foi colocada à venda por Angelina Jolie

Correio do Pantanal

2 mar 2021 às 16:33 hs
Quadro de Churchill é leiloado por quase US$ 10 milhões; obra foi colocada à venda por Angelina Jolie

Mais famosa das obras pintadas pelo ex-primeiro-ministro britânico estava na coleção da atriz desde 2011.

TOPO

Por France Presse

02/03/2021 07h47  Atualizado há 7 horas


Quadro de Churchill é leiloado por quase US$ 10 milhões em Londres — Foto: Tolga Akmen / AFP

Quadro de Churchill é leiloado por quase US$ 10 milhões em Londres — Foto: Tolga Akmen / AFP

O mais famoso dos quadros pintados pelo ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill (1874-1965) foi leiloado nesta segunda-feira (1) em Londres por 7 milhões de libras (cerca de US$ 9,7 milhões ou R$ 54,7 milhões) pela casa de leilões Christie’s.

A “Torre da Mesquita Koutoubia” (1943), obra realizada durante sua visita oficial a Marrakech, Marrocos, na Segunda Guerra Mundial, superou em quase quatro vezes as estimativas iniciais.https://s3.glbimg.com/v1/AUTH_14ce1dbebbe64b1e8e955809a085692d/web-components/prod/widget.html?productName=g1&productColor=%23C4170C&artworkURL=https%3A%2F%2Fwww.omnycontent.com%2Fd%2Fclips%2F651a251e-06e1-47e0-9336-ac5a00f41628%2Fc2397ccb-2238-47c3-aff2-ac6a011a18d6%2F170c2c15-4368-4918-9931-acdb0115a0d7%2Fimage.jpg%3Fsize%3DMedium&audioURL=https%3A%2F%2Ftraffic.omny.fm%2Fd%2Fclips%2F651a251e-06e1-47e0-9336-ac5a00f41628%2Fc2397ccb-2238-47c3-aff2-ac6a011a18d6%2F170c2c15-4368-4918-9931-acdb0115a0d7%2Faudio.mp3&duration=1578.371&author=G1&episodeTitle=%23130+Daft+Punk%3A+a+mem%C3%B3ria+e+a+mec%C3%A2nica+dos+rob%C3%B4s&podcastTitle=G1+ouviu+-+seu+guia+de+novidades+musicais&publishedAt=2021-02-26T16%3A51%3A56Z&shareUrl=https%3A%2F%2Fg1.globo.com%2Fpodcast%2Fg1-ouviu&channel=desktop&testgroup=a

O óleo sobre tela colocado à venda pela atriz americana Angelina Jolie é considerado “o quadro mais importante de Sir Winston Churchill”, pois “faz parte da história do século XX”, ressaltou o historiador de arte britânico Barry Phillips. A obra foi arrematada por um comprador anônimo.

A paisagem simples e sem adornos representa um minarete – típica torre de mesquita muçulmana e símbolo do poder do Califado Almóada (século XX) – rodeado pelas muralhas da cidade velha junto a montanhas cobertas de neve. Segundo um porta-voz da casa de leilões, a pintura da paisagem foi a única feita por Churchill durante a Segunda Guerra.

Churchill presenteou Roosevelt com o quadro na época. Depois, na década de 1950, ele foi vendido por um de seus filhos e seguiu trocando de mãos, até chegar, em 2011, à coleção do então casal hollywoodiano Angelina Jolie e Brad Pitt. Segundo a CNN, a obra teria sido um presente do ator para Jolie. O casal se separou em 2016.

O líder conservador começou a pintar aos 40 anos. Ele descobriu a luz de Marrakech nos anos 1930, quando o Marrocos era um protetorado francês, e viajou para lá seis vezes em 23 anos.

VÍDEO: Quadro de Churchill é leiloado por quase US$ 10 milhões

VÍDEO: Quadro de Churchill é leiloado por quase US$ 10 milhões

Churchill começou a pintar já na idade adulta, por volta de seus 40 anos e produziu cerca de 500 obras.

Em novembro de 2020, outra pintura do ex-primeiro ministro superou expectativas em vendas. Uma tela que representa uma garrafa de seu uísque favorito foi vendido por 983 mil libras (cerca de US$ 1,3 milhão ou R$ 7,3 milhões), cinco vezes mais do que era esperado.

Churchill, que adorava pintar, produziu o quadro em sua mansão de Chartwell na década de 1930. O primeiro-ministro conservador do Reino Unido deu a obra ao empresário americano William Averell Harriman, enviado especial dos Estados Unidos na Europa na década de 1940.

Em 2014, a casa de leilões Sotheby’s vendeu outro quadro de Winston Churchill, “O viveiro dos peixes em Chartwell”, atingindo o valor de 1,8 milhão de libras (cerca de R$ 14 milhões).

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.