Por que telefonema de Trump ao presidente da Ucrânia é centro de novo escândalo político nos EUA

Correio do Pantanal

23 set 2019 às 21:45 hs
Por que telefonema de Trump ao presidente da Ucrânia é centro de novo escândalo político nos EUA
Donald Trump e Joe Biden
Image captionInformante diz que Trump pediu a líder ucraniano para investigar Biden (dir.) e seu filho

A admissão, por parte de Donald Trump, de um telefonema que fez ao presidente da Ucrânia tem alimentado pedidos por impeachment do líder americano.

O escândalo político começou com uma reportagem publicada pelo Wall Street Journal na semana passada.

Segundo um informante ouvido pelo jornal, um oficial de inteligência descobriu que Trump pedira que uma autoridade ucraniana (acredita-se que o presidente Volodymyr Zelensky) investigasse Joe Biden, principal pré-candidato democrata na corrida para as eleições de 2020, e seu filho, que é do conselho de uma empresa de gás ucraniana.

Em troca, disse o informante, Trump teria prometido “algum benefício” ao líder ucraniano, possivelmente ajuda militar americana ao país. Mas, segundo os relatos, essa promessa não teria sido explícita por parte do presidente americano.

Ainda segundo a fonte, que não foi identificada, Zelensky teria sido pressionado oito vezes a investigar potenciais escândalos envolvendo Hunter Biden, filho de Joe.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.