Reinaldo participa na terça-feira do “Fórum de Governadores” em Brasília

Correio do Pantanal

3 out 2019 às 14:58 hs
Reinaldo participa na terça-feira do “Fórum de Governadores” em Brasília

Uma das pautas a serem discutidas no encontro será a exigência da distribuição do Fundo Nacional de Segurança Pública.

Campo Grande

Reinaldo durante entrevista em Aquidauana (Foto: Chico Ribeiro)

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), participar na próxima terça-feira (8), do Fórum de Governadores em Brasília, e uma das pautas a serem discutidas será a exigência da distribuição do Fundo Nacional de Segurança Pública.

“Os estados entendem que a união está com excesso de exigências e contribuindo muito pouco. Então existe uma discussão pelos secretários, inclusive o presidente do fórum que é o Maurício que é secretário de segurança pública da Bahia pediu um momento para falar em nome de todos os secretários pública aos governadores”, disse o governador, que cumpre agenda pública em Aquidauana como parte do programa “Governo Presente”. 

Ainda sobre o fórum, o representante de Mato Grosso do Sul disse que o governo do Estado vai ouvir o que o governo Central tem para dizer.

“Estamos sentindo o Governo com muita dificuldade fiscal, vocês devem estar acompanhando a retração da economia mundial e os problemas que estão sendo vivenciados tem causado algumas dificuldades ao Governo Central Federal também, e tudo que o Governo puder auxiliar aos Estados é bem vindo”, explicou Azambuja. 

O governador explicou que tudo é uma questão de somar esforços e só assim é possível diminuir os problemas e melhorar a infraestrutura dos municípios. “É igual nós aqui, nós estamos auxiliando os municípios em obras que estão dentro das cidades, obras que seriam de responsabilidade das Prefeituras”, disse.

Ainda sobre o fórum, o governador disse que além da segurança  outras pautas serão discutidas como o Fundeb e a lei Kandir.

“Acho que agora com o Governo Federal nós temos um diálogo, tem algumas questões ainda que não estão definidas, como a cessão onerosa, a questão do Fundeb que vence em janeiro do ano que vem. Nós temos a questão da partilha da lei Kandir, que era um compromisso do Ministro Paulo Guedes com os governos que perdem muito com a questão da desoneração das exportações. Agora isso tudo são pautas que vão ser definidas no Congresso Nacional e na terça-feira nós teremos uma reunião para ver se a gente consegue avançar algumas dessas pautas que são de interesse dos Governos Estaduais”, finalizou.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: