Hospital Regional de Coxim dá aumento de 32% ao diretor, mas corta gratificações dos funcionários
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

5 fev 2021 às 22:02 hs
Hospital Regional de Coxim dá aumento de 32% ao diretor, mas corta gratificações dos funcionários

Sheila ForatoImprimirFoto: Edição MS/Arquivo

O novo diretor geral do Hospital Regional Álvaro Fontoura, Devanir Rodrigues Pereira Junior, foi nomeado com salário de R$ 14 mil, conforme decreto 239/2021, publicado no diário oficial da Prefeitura de Coxim, nesta quinta-feira (4).

O salário do novo diretor é quase 32% a mais do que do que se pagava para quem ocupava o mesmo cargo até 31 de dezembro de 2020. Márcio Mário Siqueira recebia R$ 10.672,09. Como se não bastasse, esse aumento pode estar ferindo a lei 173/2020, que veta qualquer tipo de reajuste para servidores de todas as esferas públicas até dezembro de 2021.

Tanto que essa lei impediu a antiga direção de conceder aumento salarial aos funcionários do Hospital Regional em 2020. O Edição MS questionou esse fato ao município e aguarda retorno da assessoria de imprensa da Prefeitura.

Na contramão desse aumento considerável ao diretor geral, o Hospital Regional cortou as gratificações dos funcionários. Nesta sexta-feira (5), a folha de pagamento de janeiro foi depositada sem as gratificações. Na resolução 001 de 15 de janeiro de 2021, fixada no mural do Hospital Regional, consta que a suspensão é por tempo indeterminado.

Alguns funcionários estão descontentes com os cortes, principalmente por conta do momento em que estamos vivendo, pois eles estão na linha de frente de enfrentamento de uma pandemia por Coronavírus (Covid-19). Nossa reportagem questionou a Prefeitura, ainda, se as decisões, tanto de aumento do salário do diretor quanto de corte de gratificações, foram submetidas ao Conselho Curador do Hospital Regional.

É que no artigo 8º, letra f, do Estatuto da FESP (Fundação Estatal de Saúde do Pantanal), que mantém o Hospital Regional, consta como atribuição do Conselho Curador aprovar: “o sistema de gestão de pessoas e suas alterações, compreendendo o quadro de pessoal e o plano de desenvolvimento de pessoal, emprego e salário, os critérios de avaliação de desempenho.”

Assim que a Prefeitura responder aos questionamentos feitos pelo Edição MS as informações serão acrescentadas na matéria.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: