Bolsonaro rompe com o seu próprio partido

Correio do Pantanal

9 out 2019 às 20:38 hs
Bolsonaro rompe com o seu próprio partido

Após fase de especulação, a rutura está confirmada. “Ele já está afastado do PSL”, disse Luciano Bivar, o presidente dos sociais liberais, um dia depois do chefe de estado o ter criticado em público

Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, foi eleito pelo PSL© REUTERS/Adriano Machado

João Almeida Moreira, São Paulo09 Outubro 2019 — 18:06

Jair Bolsonaro decidiu romper com o próprio partido, o Partido Social Liberal, ao qual se filiara no ano passado. O presidente da República do Brasil fica assim sem ligação a nenhuma força política, situação inédita desde a redemocratização, em 1988.

Bolsonaro já comunicou a aliados, conta parte da imprensa brasileira, da sua intenção de abandonar os sociais liberais, uma medida que cogitava há semanas. Ontem, o presidente da República, enquanto era cumprimentado por um apoiante perto da sua residência oficial, cochichou-lhe ao ouvido, mas da forma a que os jornalistas ouvissem, para ele “esquecer o PSL”. E acrescentou que o presidente do partido, Luciano Bivar, “está queimado”.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: