Presos por golpe em idosa, pastores dizem que bens foram resultado de orações

Correio do Pantanal

28 mar 2018 às 10:01 hs
Presos por golpe em idosa, pastores dizem que bens foram resultado de orações

MIDIAMAX

Presos por aplicarem golpe com prejuízo de mais de R$ 530 mil em uma idosa de 80 anos em de 2012, os pastores Nelson Martins Jimenes, de 43 ano, e Julieta Souza, de 51, disseram à polícia que todos os bens que possuem foram conquistados por meio de orações. Foragidos da Justiça desde o golpe, os líderes da Igreja Pentecostal Unidos Pela Fé foram detidos na última sexta-feira (23), no momento em que iriam prestar depoimento em um caso investigado pela Delegacia da Mulher.

De acordo com informações da polícia, o casal foi até a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) para testemunhas em um caso apurado pela unidade. Ao se identificarem, funcionários da delegacia identificaram mandado de prisão expedido contra os dois no ano de 2012.

Em depoimento, Nelson e Julieta negaram o crime e afirmaram que todos os bens que possuem foram conquistados por meio de orações. Ele foi encaminhado para a Penitenciária de Segurança Máxima e ela segue na carceragem da 2ª Delegacia de Polícia.

Relembre o caso

Na época, a idosa contou que era amiga da pastora há mais de sete anos e que Julieta dizia que a vítima estava com câncer e precisava tirar o demônio que a perseguia. Para isso, a estelionatária passou a cobrar dinheiro para que preces fossem feitas e a saúde da mulher restabelecida.

Uma procuração também foi entregue para a pastora movimentar a conta bancária da vítima, o que rendeu inúmeros empréstimos em seu nome. Em março de 2010, a idosa comprou uma casa no valor de R$ 535 mil para a líder religiosa, na rua do Rosário, na Vila Célia.

Ao realizar a investigação sobre o caso, a polícia civil conseguiu frustrar a venda do veículo da vítima, que seria vendido em uma garagem de Campo Grande.

O caso foi alertado por um amigo da família depois a vítima percebeu que objetos começaram a sumir de casa. Uma das filhas da pastora teria incentivado que o rapaz ajudasse a senhora porque estava inconformada com as atitudes da mãe.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: