Polícia recupera em MS carreta levada após golpe em SP; dono recebeu falsos comprovantes de depósito

Correio do Pantanal

15 jan 2021 às 11:38 hs
Polícia recupera em MS carreta levada após golpe em SP; dono recebeu falsos comprovantes de depósito

Dono diz que negociou a venda do veículo por telefone e desconfiou quando viu que eles informaram endereço falso. No entanto, ele já tinha entregue o veículo e pediu ajuda da polícia, que encontrou a carreta.

Por Graziela Rezende, G1 MS

15/01/2021 09h17  Atualizado há 3 horas


Carreta levada em crime de estelionato no estado de SP é apreendida em MS — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Carreta levada em crime de estelionato no estado de SP é apreendida em MS — Foto: Polícia Civil/Divulgação

A polícia, em ação conjunta, recuperou na noite dessa quinta-feira (14), em Brasilândia, região leste do estado, uma carreta levada por golpistas na cidade de Fernandópolis (SP). O dono diz que negociou a venda do veículo por telefone e os bandidos enviaram falsos comprovantes de depósitos bancários, o que fez ele desconfiar e pedir ajuda da polícia.

A investigação verificou que o motorista não tinha telefone e nem sabia que se tratava de um golpe. Ele foi contratado pelos bandidos e tinha como destino o município de Ponta Porã, região sul do estado, onde a carreta seria carregada e retornaria para São Paulo.

Ao verificar o endereço dado pelo golpista, a vítima viu que não existia e informou os fatos à polícia. Militares também ajudaram e montaram barreiras nas entradas da cidade, onde houve a abordagem e eles confirmaram que se tratava de um estelionato em andamento.

O veículo foi apreendido e devolvido ao proprietário. Já o motorista contratado pelos golpistas está prestando esclarecimentos à Polícia Civil de Brasilândia, que está em contato com a polícia do outro estado, para troca de informações e conclusão do caso.

Quem quiser fazer denúncias anônimas pode entrar em contato pelo telefone (67) 99981-9169. O sigilo é garantido.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.