Polícia prende padrasto de autor de áudio durante investigação de ameaças à escola de Coxim

Correio do Pantanal

25 out 2021 às 17:22 hs
Polícia prende padrasto de autor de áudio durante investigação de ameaças à escola de Coxim

Polícia prende padrasto de autor de áudio durante investigação de ameaças à escola de CoximEle foi preso por posse irregular de munições durante diligências sobre ameaças de massacre na Escola Estadual Padre Nunes

Sheila ForatoImprimirFoto: Divulgação/PC

O padrasto de um dos autores dos áudios com ameaças de massacre a Escola Estadual Padre Nunes foi preso por posse irregular de munições por uma equipe da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), nesta quinta-feira (21).

Com apoio da 1ª Delegacia de Polícia, a DAM cumpriu três mandados de buscas e apreensões por conta das duas ameaças de massacres que circularam através de áudios no WhatsApp no final do mês passado, com o retorno das aulas presenciais.

As diligências resultaram nas apreensões de dois computadores, um celular, pen drives, facas, uma pistola de chumbinho, um revólver de calibre 357 e munições de 357 e 38. Todo material foi encaminhado para perícia no IMOL (Instituto Médico e Odontológico Legal) de Coxim.

De acordo com a delegada responsável pela DAM, Andressa Vieira, o preso pagou fiança e foi liberado, mas vai responder pelo crime. Quanto as ameaças de massacres à escola, a Polícia Civil também segue investigando. Foram dois áudios que circularam em Coxim, gravados por pessoas diferentes.

Ambos continham ameaças de atentados contra as vidas de alunos e professores. O autor do primeiro áudio viralizado chegou a gravar um pedido de desculpas e informou que tudo não passou de uma brincadeira. O segundo teria gravado apenas as ameaças.

Entenda o caso em notícias relacionadas:

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.