Polícia Federal cumpre mandados de prisão contra suspeitos de desvio de verbas no Rodoanel em SP

Correio do Pantanal

21 jun 2018 às 09:25 hs
Polícia Federal cumpre mandados de prisão contra suspeitos de desvio de verbas no Rodoanel em SP

Esquema gerou prejuízo de mais de R$ 131 milhões aos cofres públicos por meio de aditivos contratuais

El País,

A Polícia Federal (PF) cumpre na manhã desta quinta-feira, dia 21, 15 mandados de prisão temporária contra suspeitos de desvios de recursos públicos em obras do trecho norte do Rodoanel, em São Paulo. A operação, que recebeu o nome de Pedra no Caminho, também cumpre 51 mandados de busca e apreensão em cidades de SP e do Espírito Santo.

De acordo com a PF, as investigações indicam que aditivos contratuais, relacionados principalmente à fase de terraplanagem da obra, incluíam novos serviços para efetuar a remoção de matacões (rochas) misturados ao solo. Haveria provas, no entanto, de que era previsível a existência dos matacões no solo e, portanto, o projeto inicial já contemplaria o custo de sua remoção. O acréscimo desses serviços teria gerado um custo adicional de mais de R$ 131 milhões à obra.

O inquérito foi instaurado em 2016, após um ex-funcionário de uma empresa que atuou nas obras apresentar à Polícia Federal informações sobre possíveis manipulações em termos aditivos para aumentar o valor pago a empreiteiras. Ainda segundo a PF, os suspeitos responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de fraude à licitação, estelionato contra o poder público, falsidade ideológica e associação criminosa.

Os mandados, expedidos pela 5ª Vara Criminal Federal de São Paulo são cumpridos nas cidades de São Paulo, Carapicuíba (SP), Arujá (SP), Bofete (SP), Ribeirão Preto (SP) e São Pedro (SP), Marataízes (ES) e Itapemirim (ES).

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.