Polícia conclui que houve desvio de dose e indicia técnica de enfermagem por ‘vacina de vento’ em idosa em Copacabana

Correio do Pantanal

13 mar 2021 às 00:00 hs
Polícia conclui que houve desvio de dose e indicia técnica de enfermagem por ‘vacina de vento’ em idosa em Copacabana

Adenilde da Silva vai responder pelos crimes de peculato e de infração de medida sanitária. Em depoimento, ela disse que errou na aplicação da vacina.

Por G1 Rio e TV Globo

12/03/2021 17h44  Atualizado há 3 horas


Adenilde da Silva deixa delegacia de Copacabana após prestar depoimento, em fevereiro — Foto: Reprodução/TV Globo

Adenilde da Silva deixa delegacia de Copacabana após prestar depoimento, em fevereiro — Foto: Reprodução/TV Globo

A Polícia Civil indiciou nesta sexta-feira (12) a profissional de saúde suspeita de aplicar “vacina de vento” em um posto em Copacabana, Zona Sul do Rio. Segundo os investigadores, em 27 de janeiro, a técnica de enfermagem Adenilde Lourenço da Silva aplicou uma falsa dose numa idosa de 85 anos, com o intuito de desviar o imunizante.

“Ao final, foi possível comprovar o efetivo desvio da dose”, explicou a delegada Bianca Lima.

A auxiliar de enfermagem responderá pelos crimes de peculato e de infração de medida sanitária, e a Polícia Civil representou pelo afastamento de sua função pública.

O caso foi no Centro Municipal de Saúde João Barros Barreto. Em depoimento, Adenilde da Silva disse ter errado ao não aplicar a vacina contra a Covid-19 na idosa.

Segundo a técnica de enfermagem, o líquido da vacina foi colocado na seringa por uma residente – que negou. Ela afirmou ter percebido que havia algo errado, mas não comunicou o ocorrido à enfermeira-chefe.

A filha da paciente gravou a aplicação e, ao rever o registro, percebeu que a seringa estava vazia ou com uma quantidade mínima do imunizante.

VÍDEO: flagrantes de falsa aplicação da vacina ou seringas vazias

VÍDEO: flagrantes de falsa aplicação da vacina ou seringas vaziashttps://604f29ad81af8d7c7ddf0e3f290964a3.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

A Secretaria Municipal de Saúde afastou Adenilde do cargo e abriu sindicância para apurar o ocorrido. A idosa foi vacinada novamente – desta vez, de forma correta.

Ainda de acordo com a secretaria, fotos e vídeos feitos no momento da vacinação estão liberados e são recomendados.

Outros casos

Na quinta-feira (18), a técnica de enfermagem Rozemary Gomes Pita, de Niterói, foi indiciada por infração sanitária preventiva. A família de um idoso gravou o momento em que Rozemary inseriu a agulha, mas não apertou o êmbolo da seringa.

Em depoimento à polícia, ela não conseguiu explicar o que aconteceu e inclusive afirmou que é extremamente experiente e que nunca cometeu uma falha dessa natureza.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: