PMA utiliza imagens de satélite, drone e GPS para autuar fazendeira em Coxim

Correio do Pantanal

28 jan 2021 às 22:23 hs
PMA utiliza imagens de satélite, drone e GPS para autuar fazendeira em Coxim

Maikon Leal

Foto: PMA

A Polícia Militar Ambiental realizou fiscalização ambiental em uma propriedade rural localizada a 30 km de Coxim e conferiu área de desmatamento na tarde desta terça-feira (26).

A equipe vistoriou o local e verificou a área na propriedade que foi desmatada e descoberta por técnica de sobreposição de imagem de satélites, para a qual não havia licença para a atividade.

Os Policiais mediram a área desmatada ilegalmente com uso de GPS e fizeram a caracterização do uso do solo atual com utilização de drone. A vegetação foi desmatada ilegalmente, entre o dia 30/03/2016 a 01/10/2017, conforme a análise multitemporal das imagens de satélites e perfez 35,35 hectares destruídos e no local já havia pastagem e criação de gado bovino. A madeira proveniente da vegetação desmatada já havia sido explorada e não estava mais no local.

A pecuarista de 51 anos que exerce a profissão de advogada, residente em Campo Grande, foi autuada administrativamente e recebeu multa administrativa de R$ 35.350,00. Ela também responderá por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção. A autuada foi notificada a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.