Perdeu a mãe para o vírus e emocionou o Brasil com a última conversa

Correio do Pantanal

10 mar 2021 às 15:14 hs
Perdeu a mãe para o vírus e emocionou o Brasil com a última conversa
Pressão hospitalar permanece elevada no Brasil
Pressão hospitalar permanece elevada no BrasilFoto: MICHAEL DANTAS / AFP

Rafaela Pereira  Hoje às 12:34

Um jovem de 23 anos divulgou as últimas palavras que trocou com a mãe, que viria depois a morrer de covid-19, no Brasil.

“Vou para a UTI [Unidade de Terapia Intensiva], só que não há vagas em lado nenhum. Amo-vos”. Foram estas as últimas palavras que Valéria Heloísa escreveu à filha, Giulia Dias. Em resposta, a jovem pediu-lhe que se mantivesse firme, lembrando-lhe de que tinha ainda de a ver formar-se na universidade.

“Esta foi a última mensagem que tive da minha mãe, ela faleceu com covid-19 e tinha só 42 anos. Deixa três filhas (uma de oito anos) para trás. Usem máscara, não saiam se não for necessário, por favor”, escreveu Giulia, numa publicação, no Twitter, com o propósito de consciencializar as pessoas para a gravidade da situação pandémica no país.https://platform.twitter.com/embed/Tweet.html?creatorScreenName=Jornal%20de%20Not%C3%ADcias&dnt=false&embedId=twitter-widget-0&frame=false&hideCard=false&hideThread=true&id=1366867373416923136&lang=en&origin=https%3A%2F%2Fwww.jn.pt%2Fmundo%2Fperdeu-a-mae-para-o-virus-e-emocionou-o-brasil-com-a-ultima-conversa-13440214.html&siteScreenName=Jornal%20de%20Not%C3%ADcias&theme=light&widgetsVersion=e1ffbdb%3A1614796141937&width=550px

Valéria começou por ter alguns sintomas ligeiros, mas o quadro clínico foi-se agravando e acabou por ter de ser encaminhada para uma unidade de cuidados intensivos, onde veio a morrer, segundo a filha, em consequência da falta de recursos. “Ela precisava de uma cama. A única cama que encontrámos disponível era em Santa Maria, a umas cinco horas de viagem, e os médicos avisaram que ela não aguentaria”, explicou a jovem de 23 anos, “frustrada” com os ajuntamentos de pessoas “e a falta de posicionamento decente dos governos” que levou à morte de alguém que, assegurou Giulia, sempre mantera todos os cuidados.

O caso, que espoletou, nas redes sociais, a partilha de várias pessoas que também sofreram perdas por causa da pandemia, ilustra a situação atual do Brasil, um dos países do mundo mais atingidos pelo vírus e suas consequências. Atualmente, enfrenta um cenário crítico, permanecendo com números elevados de infeções e mortes

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: