Outono começou hoje e será marcado por longa estiagem e seca intensaEntre maio e junho haverá períodos de frente fria, com queda nas temperaturas

Correio do Pantanal

20 mar 2021 às 20:15 hs
Outono começou hoje e será marcado por longa estiagem e seca intensaEntre maio e junho haverá períodos de frente fria, com queda nas temperaturas

Outono começou hoje e será marcado por longa estiagem e seca intensaEntre maio e junho haverá períodos de frente fria, com queda nas temperaturas

CE/PCSImprimirFoto: PC de Souza

O outono começou às 5h38 (horário de MS) deste sábado (20) e deve ser marcado por pouca chuva, período de estiagem e declínio das temperaturas, especialmente a partir de abril, em Mato Grosso do Sul. A estação termina no dia 20 de junho.

Outono é um período de transição entre o verão, que tem os meses mais quentes e úmidos na maior parte do país, e o inverno, que tem predomínio de tempo seco e passagens de grandes massas polares que podem causar queda acentuada da temperatura.

Conforme prognóstico do meteorologista Natálio Abrahão, até o fim de março ainda devem estar presentes características residuais do fim do verão, como pancadas de chuva isoladas e trovoadas, especialmente nos fins de tarde.

Com o passar das semanas, as condições de tempo começam a mudar e devem predominar as manhãs mais frias, com aumento de temperatura à tarde e períodos mais longos sem chuva. Também deve ser frequente a ocorrência de nevoeiros.

Durante a estação, pode ocorrer vários episódios da chamada amplitude térmica, quando há grande diferença entre a temperatura mínima e máxima no decorrer do mesmo dia.

Já os meses de abril e maio serão caracterizados por uma intensa estiagem, com queda significativa nas chuvas em todas as regiões do Estado.

Também haverá queda nos índices de umidade relativa do ar, que devem ficar em torno de 30%, podendo ficar abaixo de 15%.

Devido a estiagem e tempo seco, as queimadas devem aumentar significativamente, entre maio e junho.

O período deve ser de seca intensa e cuidados devem ser tomados devido a alta incidência de doenças respiratórias.

As temperaturas máximas devem variar entre 28°C e 35°C durante o período.

No entanto, as temperaturas começam a diminuir em grande parte do Estado a partir da última semana de abril..

Há possibilidade de frio em alguns dias nos meses de maio e junho, mas as ondas de calor serão mais frequentes e, com a baixa umidade, deve ser frequente a sensação de abafamento.

Nos dias de frio, mínima pode chegar a 5°C, com poucas chances de geada.

Em Campo Grande, pancadas de chuva devem se reduzir a cada mês, com períodos de estiagem que pode chegar a um mês.

No outono também os dias lentamente vão ficando mais curtos e as noites mais longas.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: