Orro sugere criação de plano que garanta autonomia de MS na aquisição de vacinas
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

4 fev 2021 às 18:35 hs
Orro sugere criação de plano que garanta autonomia de MS na aquisição de vacinas

CONJUNTURA ONLINE

O deputado Felipe Orro (PSDB) em sessão remota da Assembleia (Foto: Divulgação)

O deputado estadual Felipe Orro apresentou indicação na sessão desta quarta-feira (3) solicitando ao Governo do Estado que seja implementado plano de ação para negociação e aquisição direta de doses da vacina contra o coronavírus junto ao Instituto Butantan e até mesmo laboratórios estrangeiros. 

A medida visa garantir a disponibilidade de doses da vacina contra o Covid-19 caso o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação não seja cumprido pelo Ministério da Saúde.

De acordo com o Vacinômetro divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, 46.152 sul-mato-grossenses já foram imunizados contra o Covid-19. 

O número representa um índice de 1,64% em relação à população geral de Mato Grosso do Sul. Visando garantir que o cronograma de aplicação de vacinas não seja prejudicado em caso de não cumprimento do Plano Nacional de Imunização, o deputado Felipe Orro solicitou o plano de ação para negociação e aquisição direta de vacinas junto ao Instituto Butantan.

“Este pedido é uma precaução para que a imunização em Mato Grosso do Sul não seja prejudicada em caso de não cumprimento do Plano Nacional de Imunização. Hoje Mato Grosso do Sul recebe as doses de vacina mediante liberação do Ministério da Saúde, mas há respaldo para que o Governo do Estado negocie diretamente com o Instituto Butantan a compra dessas doses da CoronaVac”, explica Felipe Orro.

Conforme decisão proferida pelo Ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, em 17 de dezembro de 2020, os Estados, Municípios e o Distrito Federal poderão negociar diretamente com fornecedores a aquisição de vacinas contra a covid-19 devidamente aprovadas pelas autoridades sanitárias, diante de eventual descumprimento do Plano Nacional de Imunização.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: