Governo diz que aceitou doação de 10 milhões de libras do Reino Unido para combater queimadas

Correio do Pantanal

27 ago 2019 às 22:36 hs
Governo diz que aceitou doação de 10 milhões de libras do Reino Unido para combater queimadas

Segundo Ministério das Relações Exteriores, ajuda foi oferecida por representante de Boris Johnson. Nesta terça (27), Bolsonaro impôs condições para receber ajuda do G7.

Por Mateus Rodrigues, TV Globo — Brasília

Ministério das Relações Exterioresinformou nesta terça-feira (27) que o governo brasileiro aceitou uma doação de 10 milhões de libras pelo Reino Unido para combater queimadas na Amazônia. Pela cotação desta terça, esse valor equivale a R$ 51,09 milhões.

Segundo o ministério, a oferta foi feita por um representante do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, durante uma conversa por telefone com o ministro Ernesto Araújo. Na ligação, conforme o Itamaraty, o chanceler brasileiro informou que aceitaria a doação.

Ainda de acordo com o ministério, ainda não está definido como o repasse se dará “no nível técnico”. Para ser concluída, a doação terá que “atender às orientações do governo brasileiro”.

O Reino Unido é formado por Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.

Bolsonaro impõe condições para aceitar dinheiro do G7Jornal Nacional00:00/06:02

Bolsonaro impõe condições para aceitar dinheiro do G7

Bolsonaro impõe condições para aceitar dinheiro do G7

Gestão brasileira

Mais cedo, nesta terça, o porta-voz do presidente Jair Bolsonaro, Otávio Rêgo Barros, afirmou que o governo pode aceitar doações de países e organismos internacionais para combater as queimadas desde que fique responsável por gerir os recursos. Segundo Rêgo Barros, o governo “não rasga dinheiro”

“Esses apoios e esses recursos financeiros devem ser acolhidos pelo governo brasileiro. E pelo governo brasileiro, pela governança brasileira, ser empregados”, afirmou.

Nesta segunda (26), o presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou ajuda de cerca US$ 20 milhões por parte do G7, grupo que reúne os sete países mais industrializados do mundo.

Ainda na noite de segunda, porém, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, informou que o Brasil rejeitaria a oferta – a informação também foi divulgada pela Presidência da República.

No entanto, nesta terça, Bolsonaro afirmou que aceitará a ajuda se Macron retirar o que ele chamou de “insultos” proferidos pelo presidente francês.

A doação do Reino Unido faz parte da doação do G7?

As 10 milhões de libras oferecidas pelo Reino Unido correspondem, considerando a cotação desta terça, a cerca de US$ 12,3 milhões.

O Reino Unido integra o G7, e o valor anunciado pelo Itamaraty equivale a 61,5% dos US$ 20 milhões anunciados por Macron.

O governo do Reino Unido não informou ao Itamaraty, porém, se o valor será descontado do montante anunciado pelo G7.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: