Mulher foge após 3 dias de estupros por “amigo” a mando do marido

Correio do Pantanal

16 jul 2021 às 05:26 hs
Mulher foge após 3 dias de estupros por “amigo” a mando do marido

Estado MS

Homem de 50 anos foi preso em flagrante por agredir a mulher e mantê-la presa dentro de casa por três dias no Bairro Vila Nova, em Três Lagoas – a 338 quilômetros de Campo Grande. A vítima, de 35 anos, conseguiu escapar para pedir socorro e relatou também ter sido estuprada por um amigo do marido, a mando dele.

O socorro veio após a vítima, mesmo ferida, conseguir fugir do cativeiro. Uma das moradoras de bairro contou a TVC Três Lagoas que estava sentada em frente de casa quando viu a mulher correndo pela rua, pedindo ajuda. Ela amparou a vizinha e a escondeu dentro de casa.

Abalada, a vítima revelou que estava sendo perseguida pelo marido e detalhou horas de violência dentro da própria casa. Contou que era mantida em cárcere há três dias, sem sequer poder comer. Nesse tempo foi agredida com um pedaço de ferro e ainda estuprada por um amigo do suspeito, que chegou bêbado no local em um dos dias.

Em entrevista a reportagem local, a testemunha relatou que a mulher estava com fome, que tremia muito e estava com várias marcas no corpo e rosto. A vítima também afirmou a vizinha que o estupro aconteceu na frente de duas crianças, sobrinhas do marido que passavam o fim de semana com o casal.

A Polícia Militar foi chamada pelas mulheres e imediatamente foi a casa em que todo crime aconteceu. Não encontraram o autor, que havia saído para procurar a vítima e deixado as duas crianças sozinhas e trancadas. Os militares arrombaram a porta e acionaram o Conselho Tutelar. O suspeito acabou preso em flagrante pouco depois.

Caso foi levado para a DAM (Delegacia de Atendimento a Mulher) e é investigado como lesão corpora, ameaça, cárcere privado e abandono de incapaz. Segundo relatos dos próprios vizinhos, a vítima era frequentemente agredida e agora recebe apoio da assistência social da cidade.

Campo Grande News – Geisy Garnes 

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.