MS perdeu mais de 57% da superfície da água, prejudicando Pantanal e bacia de rio

Correio do Pantanal

20 nov 2021 às 16:53 hs
MS perdeu mais de 57% da superfície da água, prejudicando Pantanal e bacia de rio

Para pesquisador, são vários fatores que podem explicar a redução de superfície de água nos últimos 36 anos

Vinicius Costa

Ao longos dos anos, Mato Grosso do Sul passou a ser evidência com a região do Pantanal, mas por vezes, tem tido reflexo negativo em muitas ocasiões. A mais nova deterioração de um dos biomas mais impressionantes no país está sendo refletido na perca da superfície de água.

Uma pesquisa divulgada pelo MapBiomas (Projeto de Mapeamento Anual do Uso e Cobertura da Terra no Brasil) detalhou que o estado sul-mato-grossense sofreu com uma redução de 57% de 1985 até o ano passado.

Nas décadas passadas, o estado contava com mais de 1,3 milhão de hectares cobertos por água, mas já em 2020, esse número foi reduzido para menos da metade. Segundo a pesquisa, atualmente o estado vive com 589 mil hectares de superfície de água.

A grande preocupação é que essa redução atinja e prejudique diretamente o Pantanal. Essa redução se deu basicamente naquele espaço, mas toda a bacia do Paraguai perdeu superfície de água também.

Em segundo lugar está o Mato Grosso, com uma perda de quase 530 mil hectares, seguido por Minas Gerais, com um saldo negativo, entre a água que entrou e a que se esvaiu, de mais de 118 mil hectares.

Segundo o pesquisador do MapBiomas Água, Carlos Souza Jr, são vários fatores que podem explicar a redução de superfície de água no Brasil nos últimos 36 anos.

“A dinâmica de uso da terra baseada na conversão da floresta para pecuária e agricultura interfere no aumento da temperatura local e muitas vezes altera cabeceiras de rios e de nascentes, podendo também levar ao assoreamento de rios e lagos. A construção de represas em fazendas para irrigação, bebedouro ao longo de rios diminui o fluxo hídrico; e, em maior escala, as grandes represas para produção de energia, com extensas superfícies de água sujeitas a processos de evapotranspiração que leva a perda de água para atmosfera”.

Nos últimos anos, o pantanal sul-mato-grossense convive com queimadas extremas, tendo o ano passado sendo a mais cruel e devastadora em todos os sentidos para a região.

Onde está a água no Brasil 

O Brasil possui 12% das reservas de água doce do planeta, constituindo 53% dos recursos hídricos da América do Sul. Existem 83 rios fronteiriços e transfronteiriços, assim como bacias hidrográficas e aquíferos. As bacias hidrográficas transfronteiriças ocupam 60% do território brasileiro.

O bioma com a maior área coberta por água no Brasil é a Amazônia, com mais de 10,6 milhões de hectares de área média, seguido pela Mata Atlântica (mais de 2,1 milhões de hectares) e pelos Pampas (1,8 milhão de hectares). O Pantanal ocupa a quinta posição, com pouco mais de 1 milhão de hectares de área média, atrás do Cerrado (1,4 milhão de hectares).

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.