Moradores do Forte Coimbra ganham seção eleitoral e viagem longa para votar chega ao fim

Correio do Pantanal

15 set 2019 às 16:10 hs
Moradores do Forte Coimbra ganham seção eleitoral e viagem longa para votar chega ao fim

Por 13 anos os moradores do local enfrentaram mais de sete horas de viagem até Corumbá para poder votar. O trajeto era feito de barco e também de ônibus.

Por G1 MS e TV Morena

Às margens do rio, o Forte do Coimbra, construído em 1775 pelos portugueses para proteger de ataque espanhol e dominado no início da Guerra do Paraguai; hoje abriga a 3ª Cia de Fronteira do Exército — Foto: TVCA

Às margens do rio, o Forte do Coimbra, construído em 1775 pelos portugueses para proteger de ataque espanhol e dominado no início da Guerra do Paraguai; hoje abriga a 3ª Cia de Fronteira do Exército — Foto: TVCA

Após 13 anos, os moradores do Forte Coimbra vão contar com uma seção eleitoral na comunidade que fica a 100 quilômetros de Corumbá, região do Pantanal. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), cerca de 50 eleitores irão fazer o cadastramento biométrico e também a transferência do título para o local.

Por muito tempo, os moradores do Forte Coimbra enfrentaram mais de sete horas de viagem até Corumbá para poder votar. O trajeto era feito de barco e também de ônibus.

Essa mudança na região de Corumbá é específica para a comunidade do Forte Coimbra, por causa do difícil acesso. Porém, os eleitores que moram em outras comunidade ribeirinhas também precisam fazer o cadastramento biométrico até o dia 31 de outubro.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.