Membros de facção são condenados a 257 anos de prisão por decapitar jovem em Sonora
  • piramide

Correio do Pantanal

27 abr 2022 às 09:21 hs
Membros de facção são condenados a 257 anos de prisão por decapitar jovem em Sonora

EDIÇÃO MS

Foto: Henrique Arakaki/Jornal Midiamax

Nove membros de uma facção criminosa foram condenados a 257 anos de prisão pelo assassinato da jovem Lailla Cristine de Arruda, de 19 anos, decapitada em 2018, em Sonora, extremo norte de Mato Grosso do Sul.

O julgamento foi realizado em Campo Grande e durou quase 20 horas. Todos os envolvidos de alguma forma na morte da jovem foram condenados. As sentenças foram anunciadas na tarde desta terça-feira (26).

Todos foram condenados por homicídio triplamente qualificado, organização criminosa e corrupção de menores. As penas são em regime fechado. Uma mulher não foi julgada, pois o advogado não compareceu, alegando problemas de saúde.

O caso

Lailla foi decapitada numa plantação de cana depois de ser julgada e condenada à morte por se relacionar com integrantes de facção rival. O julgamento aconteceu num quarto aos fundos de um lava-jato, para onde a vítima foi atraída por um ex-namorado.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.