De arquitetura do século 19, hotel será restaurado após 50 anos sem hóspedes
  • No Banner to display

  • celular

Correio do Pantanal

9 nov 2019 às 07:57 hs
De arquitetura do século 19, hotel será restaurado após 50 anos sem hóspedes

Sem instalações hidráulicas ou elétricas, estrutura interna indica que ele tenha deixado de receber hóspedes em 1970

Danielle Valentim

Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Play!Ouça: De arquitetura do século 19, hotel será restaurado após 50 anos sem hóspedes – Arquitetura0:00100%AudimaAbrir menu de opções do player Audima.

Erguido no início do século 19, assim que reformado sediará secretarias do órgão público. (Foto: Divulgação)

Erguido no início do século 19, assim que reformado sediará secretarias do órgão público. (Foto: Divulgação)

De arquitetura eclética, o Hotel Internacional erguido no século 19 em Corumbá será restaurado após 50 anos sem receber hóspedes. A revitalização faz parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) das Cidades Históricas e receberá do Governo Federal pouco mais de R$ 1,5 milhão.

Há quem diga que o Hotel Internacional foi feito para ser um posto de serviço do Hotel Galileo. No entanto, conforme documentos do Patrimônio Histórico de Corumbá, ele foi erguido de forma separada, além de apresentar uma estrutura diferente.

Por falta de arquitetos na região pantaneira, na época, o prédio foi erguido pelo construtor italiano Fernando Mármore. Tanto o hotel Galileo quanto o Hotel Internacional foram de propriedade da Família Bonilha.

Conforme a gerente do Patrimônio Histórico, a arquiteta Joanita Ametlla, a estrutura interna indica que ele tenha deixado de receber hóspedes em 1970. “Porque não há instalação hidráulica e nem elétrica. Bem precária a estrutura”, afirma.

Assim que reformado, o prédio sediará secretarias do órgão público, como do setor da Regularização e Habitação.

Hotel Internacional ficou com de cara nova. (Foto: Renê Márcio Carneiro)

Hotel Internacional ficou com de cara nova. (Foto: Renê Márcio Carneiro)

Enquanto aguardava a liberação dos recursos do PAC, a Prefeitura de Corumbá já havia refeito a pintura da fachada, em novembro de 2016. À época, o município também fez a limpeza interna do prédio.

Com os recursos do PAC liberados, a prefeitura abriu licitação para tomar preços e contratar uma empresa de engenharia para a execução de restauração do edifício do antigo Hotel Internacional, na Rua Frei Mariano, 38, entre a Rua Delamare e Avenida General Rondon.

Interessados podem procurar a sala de licitação da Prefeitura de Corumbá, às 10h do próximo dia 22 de novembro.

Mais da história – O prédio do hotel Galileo, ao lado do Hotel Internacional, já recebeu duas intervenções. A segunda sofreu até uma pausa, mas durou dois anos. As obras também contempladas pelo PAC recuperaram o piso, forro, portas, paredes, instalações hidráulicas e elétricas, além da construção de banheiros.

O referido hotel também foi construído, em 1907, pelo italiano Fernando Mármore. O imóvel foi tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional e possui vista privilegiada para o rio Paraguai e o Pantanal.

Os dois hotéis tem uma área construída de aproximadamente mil metros quadrados, mas o Hotel Galileo tem a maior parte, aproximadamente 686 metros quadrados e, depois de deixar de ser hotel, foi palco de um afamado bar.

Funcionou por anos no térreo, porém, com o passar do tempo o piso superior começou a ser habitado, até ocorrer um desabamento ocasionando a morte de duas pessoas. No começo do século 21 o prédio foi fechado definitivamente.

A sua restauração foi iniciada em 2009, mas foi paralisada em 2010. Em 2013, as obras foram retomadas pelo prefeito Paulo Duarte e fazem parte de uma parceria entre a Prefeitura e o Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo.

A arquitetura eclética refere-se a um período de transição da arquitetura predominante desde meados do século XIX até as primeiras décadas do século XX. Em arquitetura, o ecleticismo é a mistura de estilos arquitetônicos do passado para a criação de uma nova linguagem arquitetônica.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: