Mato Grosso do Sul já tem mais de 160 mil pessoas curadas da Covid-19Os casos ativos, ou seja, pessoas que estão com Covid-19 hoje, é de 6.919 em todo o Estado

Correio do Pantanal

15 fev 2021 às 19:35 hs
Mato Grosso do Sul já tem mais de 160 mil pessoas curadas da Covid-19Os casos ativos, ou seja, pessoas que estão com Covid-19 hoje, é de 6.919 em todo o Estado

Mato Grosso do Sul já tem mais de 160 mil pessoas curadas da Covid-19Os casos ativos, ou seja, pessoas que estão com Covid-19 hoje, é de 6.919 em todo o Estado

CE/PCSImprimirBrasil já passou a marca de 5 milhões de pessoas vacinadas

Mato Grosso do Sul registrou 12 mortes e 395 novos casos nas últimas 24 horas, de acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES) desta segunda-feira (15). O Estado já tem 160.856 pessoas recuperadas; 170.126 confirmações e 3.142 mortes, desde o início da pandemia.

Em isolamento domiciliar encontram-se 6.473 doentes. Há 446 pessoas internadas, sendo 221 em leitos clínicos (138 público; 83 privado) e 225 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) (171 público; 54 privado).

Campo Grande registrou de ontem para hoje 196 novos casos; Corumbá 65; Dourados 24; Iguatemi 13; Três Lagoas 8 e Bonito 7. A secretária adjunta de saúde, Christinne Maymone, lamenta as famílias que perderam seus entes queridos de uma forma tão precoce para a doença.

Campo Grande, Dourados, Bonito, Rio Negro e Ponta Porã são as cidades que apresentaram mortes nas últimas 24 horas.

Panorama da Covid-19 no Brasil

Já são 9.834.513 brasileiros infectados pelo vírus e 239.245 óbitos. Em um dia, o país registrou 24.759 novos casos e 713 mortes.

O sudeste é o que mais preocupa tanto em casos, quanto em mortes. A região já possui 3.586.440 confirmações e 110.773 óbitos.

A região Centro-Oeste é a que possui menor número de mortes (21.156) e também menor número de diagnósticos positivos (1.058.513), desde o início da pandemia. Os dados são do Ministério da Saúde.

Panorama da Covid-19 no mundo

Segundo informações mais recentes do Painel Coronavírus – Google, já são 108.840.449 casos confirmados e 2.400.456 mortes por Covid-19 em todo o mundo.

A situação é pior nos Estados Unidos, que já tem mais de 27,5 milhões de infectados e 485 mil óbitos.

A Índia vem em segundo lugar com o pior número de confirmações, que já somam 10.916.589. Em terceiro, o Brasil.

O país europeu mais afetado pela pandemia foi o Reino Unido, com 4.038.078 diagnósticos e 117.166 óbitos desde o início da pandemia.

O país com menor número de positivos é Saara Ocidental (10), localizado na África.

Cambodja, Aland, Dominica, Vaticano e Groenlândia são alguns dos países que não registraram nenhuma morte.

Esperança

No dia 18 de janeiro, 158.760 doses da vacina Coronavac desembarcaram na Base Aérea de Campo Grande. Em 22 de janeiro, 2 milhões de doses da vacina de Oxford chegaram no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. Depois, seguiram para o Rio de Janeiro.

Desse número, 22 mil chegaram no Estado no dia 24 de janeiro. No dia 25 de janeiro, 10.200 doses da vacina Coronavac desembarcaram no Aeroporto Internacional de Campo Grande em um voo da Latam.

Mais 32 mil doses da vacina Coronavac chegaram em 7 de fevereiro no Aeroporto Internacional de Campo Grande. As vacinas vieram acondicionadas em 160 caixas. As vacinas já estão em todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. A cada lote de entregas, os imunizantes vão sendo distribuídos imediatamente.

A força tarefa de distribuição de vacinas contou com o apoio da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

“Em menos de 24 horas, nós chegamos a todos os 79 municípios. Foi uma integração de resultado que funcionou muito bem. Mato Grosso do Sul deu um exemplo ao Brasil na logística da entrega de vacinas”, narra Reinaldo Azambuja, governador.

De acordo com o Instituto Butantan, eficácia geral da Coronavac é de 50,4%. “Viva o sus, viva a vacina e viva a nossa esperança que poderemos modificar o ano de 2021”, celebra Christinne.

“Não vamos descansar sábados, domingos, feriados. Vamos trabalhar incessantemente para ter sucesso nessa batalha final que é aguardada por tanta gente”, disse Geraldo Resende, secretário estadual de Saúde.

Mato Grosso do Sul pretende vacinar toda sua população até julho deste ano. O governo do Estado apresentou ao Supremo Tribunal Federal uma petição para compra de mais de 500 mil doses do imunizante Sputnik V em negociação com mais sete estados. São eles: Bahia, Piauí, Espírito Santo, Paraíba, Sergipe, Maranhão e Pernambuco.

O secretário assegura que ninguém vai furar a fila da vacina ou passar na frente de alguém.

Vacina

Geraldo pede para que a população se vacine e destaca a importância da ciência em todo o processo.

“Além do processo de higiene, usar máscara, distanciamento social, a gente aponta mais uma coisa importante no processo de enfrentamento à Covid-19: a vacina”, cita.

“Não dê espaço para aqueles que jogam no obscurantismo e nem para aqueles que querem voltar aos tempos das trevas. A vacina é uma grande conquista da ciência e da humanidade”, complementa.

Ainda segundo o secretário, a vacina, além de ser um ato de vontade própria, também é um ato de vontade coletiva de fazer com que a pandemia seja cessada.

Em Campo Grande, o sistema de imunização seguirá à risca as determinações orientadas pelo Ministério da Saúde.”A prioridade já vem determinada, vem engessada do governo federal”, afirma.

Vacinômetro

A plataforma disponibiliza qual é a situação no processo de imunização em cada município do Estado.

As pessoas poderão informar-se quantas pessoas já foram vacinadas; quais são os grupos que estão sendo vacinados e quantas vacinas cada município já recebeu. Futuramente, será possível consultar laboratórios fornecedores.

Segundo dados da ferramenta, 120.599 doses já foram aplicadas no Estado.

De acordo com Painel Coronavírus – Google, 175.320.139 doses já foram aplicadas no mundo.

Sintomas do novo coronavírus

É possível que o cidadão esteja infectado pelo vírus da Covid-19, caso apresente os seguintes sintomas:

Febre

Tosse seca

Perda do olfato

Perda do paladar

Falta de ar

Dificuldade para respirar

Dor ou pressão do peito

Orientações

A SES afirma que o isolamento social; o uso de máscara e álcool gel e a higienização das mãos com água e sabão são medidas imprescindíveis para conter a propagação do novo coronavírus.

Pessoas que apresentarem febre, tosse seca ou dor de garganta devem permanecer em isolamento por 14 dias e procurar uma unidade básica de saúde mais próxima.

“Qualquer sintoma, não importa sua idade, se você é uma criança ou idoso. Vá a uma unidade de saúde”, pede a secretária adjunta.

“A doença tem comportamento diferente de pessoa para pessoa. Procure atendimento médico”, acrescenta.

“É importante o isolamento, uso de máscara, a proteção individual e a diminuição das aglomerações. A pandemia não passou. Vidas estão sendo perdidas todos os dias”, apela o governador do Estado.

É importante ressaltar que mesmo já imunizado, o paciente demora cerca de um mês para criar imunidade contra o vírus, por isso, é aconselhado o uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.