Luzes do Pantanal ganha ajuda da Prefeitura e deve ampliar projeto natalino

Correio do Pantanal

22 jul 2021 às 05:33 hs
Luzes do Pantanal ganha ajuda da Prefeitura e deve ampliar projeto natalino

Sheila ForatoImprimir

A segunda edição do projeto Luzes do Pantanal, idealizado pela ACIAC (Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Coxim), vai receber o apoio da Prefeitura. Em reunião na noite desta terça-feira (20), o prefeito Edilson Magro (DEM) se comprometeu em doar R$ 20 mil para o projeto.

O prefeito enalteceu a iniciativa da ACIAC e afirmou que a Prefeitura não poderia deixar de colaborar com o projeto. “Se no ano passado a cidade já ficou bonita fico imaginando neste. Além de despertar o espírito natalino, o Luzes do Pantanal impulsiona a economia”, declarou Edilson.

A Prefeitura também vai arcar com custos para acomodação dos enfeites natalinos e transporte. A intenção é ampliar o projeto, que na primeira edição, em 2020, focou na Virgínia Ferreira, principal avenida de Coxim. A previsão de gastos para este ano é de R$ 40 mil, segundo a organizadora do projeto, Ana Mara Grandizolli.Bar de Coxim montou árvore com 629 garrafas (Foto: Reprodução/Instagram)

Quem quiser contribuir pode entrar em contato com ela através do 67 99983-6225. Além de dinheiro, o Luzes do Pantanal precisa do básico: garrafas pets. Se você puder leve a um dos pontos de coleta, que em breve serão divulgados. Caso contrário, comunique a organização para recolhimento. Outra forma de contribuir é se voluntariando para a confecção dos enfeites.

Participe

O Luzes do Pantanal é um projeto sem fins lucrativo. O objetivo é deixar a cidade ainda mais bonita no período natalino. A expectativa para este ano é que os comerciantes se empolguem e também enfeitem suas fachadas. O mesmo pode fazer a população de modo geral, enfeitando a frente de casa.

Em 2020 o Tablado foi um dos estabelecimentos que aderiu ao projeto e o mesmo deve acontecer em 2021. Além de iluminar a fachada, o bar investiu numa árvore natalina de 2,5 metros de altura por 2,1 metros de diâmetro, que nos 15 aros receberam 629 garrafas verdes. A árvore foi projetada pelo arquiteto Higor Martins, de São Paulo, e produzida numa serralheria de Coxim.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.