Homem ameaça divulgar imagens íntimas para forçar mulher a fazer sexo, marca encontro e é surpreendido pela polícia
  • piramide

Correio do Pantanal

25 jul 2019 às 09:52 hs
Homem ameaça divulgar imagens íntimas para forçar mulher a fazer sexo, marca encontro e é surpreendido pela polícia

De acordo com a polícia de Chapadão do Sul (MS), o homem foi preso em flagrante pelo delito considerado uma variante do estupro.

Por G1 MS — Campo Grande

Um homem foi preso em Chapadão do Sul (MS) após chantagear uma mulher em um aplicativo de mensagens para que ela tivesse relações sexuais com ele. De acordo com a polícia, o suspeito tinha imagens íntimas da vítima e ameaçou divulgá-las caso ela não cedesse às chantagens. Ele foi preso na tarde de terça-feira (23) em flagrante.

Homem ameaçou divulgar imagens íntimas de mulher caso não fizesse sexo com ele; o agressor foi preso em flagrante, surpreendido pela polícia — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Homem ameaçou divulgar imagens íntimas de mulher caso não fizesse sexo com ele; o agressor foi preso em flagrante, surpreendido pela polícia — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Segundo a polícia, delito conhecido como “sextorsão” é uma variante do estupro na qual o autor constrange a vítima ao ato sexual por meio de ameaças virtuais. O suspeito foi preso após marcar um encontro com a mulher. Ao chegar no local, foi surpreendido pelos policiais.

Nas mensagens o homem diz que apagará as imagens após os dois terem relações — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Nas mensagens o homem diz que apagará as imagens após os dois terem relações — Foto: Polícia Civil/Divulgação

O autor foi preso e encaminhado para a delegacia da cidade e responderá pelos crimes de estupro, nas modalidades tentada e consumada e pode pegar até 10 anos de prisão. A polícia alerta para o não compartilhamento de material íntimo em redes sociais e aplicativos de mensagens.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.