Google se junta a Facebook e proíbe anúncios de criptomoedas

Correio do Pantanal

18 mar 2018 às 18:36 hs
Google se junta a Facebook e proíbe anúncios de criptomoedas

NOTICIAS AO MINUTO

© Shutterstock

Google irá proibir propagandas de criptomoedas e conteúdo relacionado, como consultoria comercial e carteiras eletrônicas das moedas digitais. A nova diretriz será implantada a partir de junho deste ano. O objetivo, afirma o Google, é proteger o “ecossistema dos anúncios”.

“Este ano, atualizamos várias políticas para abordar anúncios de produtos financeiros não regulamentados ou especulativos, como opções binárias, criptomoedas, mercados de câmbio de moedas estrangeiras e contratos de diferença”, afirma a companhia em seu blog (link em inglês).

A medida se assemelha ao feito pelo Facebook em janeiro ao proibir anúncios de criptomoedas, ofertas iniciais de moedas (ICOs, na sigla em inglês). “Os anúncios não devem promover produtos e serviços financeiros que são frequentemente associados a práticas promocionais desonestas ou enganosas”, disse a a empresa de Mark Zuckerberg em comunicado publicado na época. Com informações do Sputnik Brasil.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.