Google Maps resolve mistério de homem desaparecido há 22 anos
  • piramide

Correio do Pantanal

13 set 2019 às 13:30 hs
Google Maps resolve mistério de homem desaparecido há 22 anos

Os restos mortais de um homem, desaparecido há duas décadas na Florida, nos EUA, foram encontrados no interior de um carro submerso que aparece no Google Maps .

William Moldt foi dado como desaparecido na cidade de Lantana, no Estado da Florida, no dia 7 de novembro de 1997. Na altura com 40 anos, nunca mais regressou a casa depois de ter passado a noite fora num bar.

As autoridades abriram uma investigação ao desaparecimento do homem, mas o caso acabou por ser arquivado. Vinte e dois anos depois do desaparecimento, no passado dia 28 de agosto, a polícia foi alertada para um carro encontrado no interior de uma lagoa, em Wellington.

Quando a viatura foi retirada, a polícia deu conta de que no interior permaneciam os restos mortais de uma pessoa, identificada, uma semana mais tarde, como sendo William. “O carro submerso de William foi descoberto por um morador depois de ter feito uma pesquisa no Google Maps”, adiantou a polícia, citada pela BBC.

O homem que reparou no pormenor do carro ainda contou com o auxílio de um drone para confirmar a suspeita e só depois ligou à polícia. Segundo um relatório do Charley Project, uma base de dados online sobre casos arquivados, o veículo permaneceu visível numa foto do Google desde 2007, mas nunca ninguém tinha reparado até 2019.

À BBC, a polícia local reconhece que é difícil reconstruir o que aconteceu naquela noite, explicando que o homem deve ter perdido o controlo da viatura e terá caído ao lago

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.