Geração de energia será insuficiente a partir de outubro, diz ONS

Correio do Pantanal

29 ago 2021 às 23:14 hs
Geração de energia será insuficiente a partir de outubro, diz ONS

27 de agosto de 2021 0

A partir de outubro, a capacidade geradora de energia do país será insuficiente para atender à toda população, informou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) nessa quinta-feira (26/8). De acordo com o órgão, a falta de chuva tornou imprescindível” aumentar a oferta de energia em cerca de 5,5 GW já a partir de setembro.

Como solução, a ONS sugere colocar em operação mais usinas termelétricas, que além de serem mais poluentes, também são mais caras. Outra ideia é importar energia.

No início da semana, o Ministério de Minas e Energia minimizou o risco de apagão. Informou apenas que há “relevante piora” das condições hídricas no Brasil, sem explicar as circunstâncias.

Segundo a ONS. entretanto, o cenário é grave, já que nossos principais reservatórios chegarão ao fim de outubro com níveis baixíssimos de armazenamento. “Os recursos são insuficientes para atendimento ao mercado de energia e demandarão novas medidas no curto prazo”, aponta o relatório.

A situação piorou no último mês em razão dos reservatórios da região Sul, Sudeste e Centro-Oeste, que juntos respondem por 70% da capacidade de geração de energia do país. Atualmente, eles estão com apenas 22,5% da capacidade de armazenamento.

Conforme mostrou o Metrópoles, isso causa o aumento no custo da geração de energia, valor que é repassado aos consumidores. De acordo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, um reajuste na bandeira tarifária (que já está no vermelho) deve ser feito nas próximas semanas.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.