Flu abre placar com intervenção do VAR, mas Nacional empata aos 42 do segundo tempo: 1 a 1 no Niltão
  • piramide

Correio do Pantanal

25 out 2018 às 14:27 hs
Flu abre placar com intervenção do VAR, mas Nacional empata aos 42 do segundo tempo: 1 a 1 no Niltão

No primeiro jogo das quartas de final, time uruguaio segura pressão e leva decisão para Montevidéu na próxima quarta-feira. Quem vencer, avança para encarar o vencedor do confronto entre Bahia e Atlético-PR

RESUMÃO

  • O JOGOO JOGO SÓ ACABA QUANDO…

    Foi um jogo com ingredientes de decisão do futebol sul-americano contemporâneo. Bom público, noite chuvosa e o árbitro de vídeo. Melhor ao Nacional-URU que, nesta quarta-feira, no Nilton Santos, buscou o empate em 1 a 1 aos 42 minutos do segundo tempo e saiu em pequena vantagem no confronto diante do Fluminense pelas quartas de final da Copa Sul-Americana – Gum havia aberto o placar, em lance com intervenção do VAR (veja os melhores momentos abaixo).

    Melhores momentos: Fluminense 1 x 1 Nacional pelas quartas de final da Copa Sul-Americana

    Melhores momentos: Fluminense 1 x 1 Nacional pelas quartas de final da Copa Sul-Americana

  • DESTAQUE COMO FICA

    A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira, dia 31, no Parque Central, em Montevidéu, a partir das 19h30 (de Brasília). Como na Sul-Americana o gol fora de casa é critério de desempate, o Nacional passa com empate sem gols. Novo 1 a 1 leva a decisão aos pênaltis. Igualdade a partir do 2 a 2 favorece ao Fluminense. E, claro, quem vencer se classifica para encarar na semifinal o vencedor entre Bahia e Atlético-PR.

  • DESTAQUE PRÓXIMOS JOGOS

    No sábado, pelo Brasileirão, o Fluminense desafia o Santos, na Vila Belmiro, a partir das 16h30 (de Brasília). Pelo Uruguaio, o Nacional joga, domingo, fora de casa, diante do Atenas.

  • DESTAQUE PRIMEIRO TEMPO

    Com Matheus Alessandro como ala pela direita, Marcelo Oliveira surpreendeu na escalação. A ideia de manter o esquema com um jogador mais ofensivo demorou a surtir efeito. Afinal, o Nacional começou melhor. Bergessio criou a jogada mais perigosa ao lançar Zunino, que tocou na saída de Júlio César: a bola só não entrou pois Ayrton Lucas salvou em cima da linha. Romero, em chute de fora da área, também assustou. Aos poucos, o Tricolor equilibrou o duelo, especialmente, atacante pelo lado esquerdo, com Ayrton Lucas e Everaldo. O gol saiu em jogada de bola parada. Sornoza cobrou falta, Gum subiu livre e cabeceou para o gol. O assistente Ezequiel Brailovsky assinalou impedimento, mas o árbitro Patricio Hernán Loustau foi informado pelo VAR que o lance era legal. Gol confirmado.

  • DESTAQUE SEGUNDO TEMPO

    Marcelo mudou no intervalo. Sacou Matheus Alessandro, mandou a campo Airton. Desta forma, Jadson virou ala. E, assim, o Flu voltou a ter o controle do meio. O volante deu melhor qualidade de passe, mas faltou efetividade na frente. Luciano chegou a marcar, após lindo lançamento de Everaldo, mas estava em posição irregular. Desta vez, sem consulta ao VAR. O Nacional tentou o empate sempre na bola pelo alto. E foi recompensado aos 43 minutos, com Zunino, que cabeceou entre Richard e Digão após cobrança de escanteio. Um pouco antes, Gum havia deixado o campo lesionado.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.