Vinte encapuzados invadem hospital em Cádis para libertar narcotraficante

Correio do Pantanal

8 fev 2018 às 08:06 hs
Vinte encapuzados invadem hospital em Cádis para libertar narcotraficante

Imagem de arquivo

  |  GLOBAL IMAGENS

Homem tinha sido detido e estava a receber assistência hospitalar. Gangue semeou o caos no hospital e conseguiu resgatá-lo

Um grupo de cerca de 20 homens encapuzados semeou o pânico na tarde de terça-feira no Hospital de La Línea de La Concepción, em Cádis, tendo entrado nas instalações da unidade hospitalar para resgatar um membro do grupo que tinha sido detido e estava a receber assistência hospitalar.

Segundo o El País, o narcotraficante tinha sido detido ao início da tarde de terça-feira e ficara ferido ao tentar fugir de moto das autoridades. Despistou-se a acabou por ser levado ao hospital pelos agentes, porque tinha ferimentos no rosto e numa das pernas.

Apesar de ter mostrado sempre uma atitude hostil para com os agentes que o acompanhavam no hospital, o traficante de droga foi transferido para uma sala de tratamentos, altura em que estacionaram à porta da unidade hospitalar vários veículos todo-o-terreno de onde saiu o grupo de encapuzados. Os homens entraram à força no hospital e, refere o El País, abriram caminho até à sala onde o detido estava a receber assistência e conseguiram resgatá-lo. Os dois agentes que estavam com o traficante nada terão conseguido fazer, apesar de terem tentado enfrentar o grupo; chegaram mesmo a deter um dos alegados membros ainda no hospital.

Desde então, as autoridades montaram um forte dispositivo policial que está a tentar localizar o grupo de narcotraficantes e as imagens das câmaras do hospital estão a ser usadas para identificar os membros do gangue, veio entretanto dizer o ministro do Interior espanhol, Juan Antonio Zoido, que recusou que haja falta de meios na área para combater o narcotráfico. Porém, o sindicato da polícia já veio denunciar escassez de recursos em Cádiz, uma cidade com mais de 60 mil habitantes e com “elevados níveis de delinquência”.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: