Turquia vai inspecionar o consulado saudita em Istambul por causa do desaparecimento de jornalista

Correio do Pantanal

15 out 2018 às 12:10 hs
Turquia vai inspecionar o consulado saudita em Istambul por causa do desaparecimento de jornalista

Por France Presse

 


Jamal Khashoggi, jornalista crítico ao governo da Arábia Saudita, desapareceu após entrar no consulado do seu país em Istambul — Foto: Mohammed al-Shaikh/ AFP
Jamal Khashoggi, jornalista crítico ao governo da Arábia Saudita, desapareceu após entrar no consulado do seu país em Istambul — Foto: Mohammed al-Shaikh/ AFP

O consulado saudita em Istambul será inspecionado pelas autoridades turcas nesta segunda-feira (15) no âmbito da investigação sobre o desaparecimento do jornalista Jamal Khashoggi. O jornalista desapareceu depois de entrar no imóvel em 2 de outubro.

A operação acontecerá durante a tarde e será parte do grupo de trabalho formado por Turquia e Arábia Saudita. A informação foi divulgada pela imprensa internacional citando fontes diplomáticas.

O jornalista saudita, conhecida por suas críticas ao regime, foi ao consulado em Istambul para os trâmites burocráticos relativos a seu casamento com uma cidadã turca, Hatice Cengiz. Desde então, Khashoggi permanece desaparecido.

A Arábia Saudita afirma que o jornalista saiu do consulado, mas as autoridades turcas afirmam o contrário.

Algumas fontes acusam o governo saudita de enviar à Turquia uma unidade de agentes especiais para assassinar Khashoggi.

Nessa segunda, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que no Twitter que conversou com o rei Salman, da Arábia Saudita, e que ele lhe assegurou ignorar o paradeiro do jornalista. Trump anunciou que irá enviar seu secretário de Estado, Mike Pompeo, para se encontrar diretamente com o rei saudita.

No fim de semana, uma delegação saudita desembarcou na Turquia para reuniões com autoridades de Ancara, mas nada foi divulgado sobre as conversas.

No domingo, o rei Salman da Arábia Saudita falou por telefone com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, a quem reafirmou “a solidez” das relações entre os dois países.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: