Três são presos em MS quando levavam caminhonete roubada em SP para o Paraguai

Correio do Pantanal

6 fev 2018 às 11:25 hs
Três são presos em MS quando levavam caminhonete roubada em SP para o Paraguai

Mais novo disse que comprou veículo por R$ 3 mil e iria negociar no país vizinho. Prisão foi em Campo Grande.

Caminhonete roubada e carro de passeio que seria batedor em MS (Foto: BPChoque/ Divulgação)

Caminhonete roubada e carro de passeio que seria batedor em MS (Foto: BPChoque/ Divulgação)

Um rapaz de 19 anos, outro de 25 e um homem de 30, foram presos na noite de domingo (4), no bairro Cidade Jardim, em Campo Grande, quando tentavam levar para o Paraguai uma caminhonete roubada em Ribeirão Preto (SP).

O mais novo disse à polícia que havia comprado o veículo por R$ 3 mil em Ribeirão Preto e iria negociá-la no Paraguai. Os outros dois falaram que só comentariam sobre o caso em juízo e não quiseram assinar a documentação sobre a prisão.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, após denúncia de que havia três suspeitos próximo a dois veículos, policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar (BPChoque) foram até a esquina da avenida do Poeta com Antúrio, bairro Cidade Jardim, e abordaram o trio.

A polícia desconfiou da versão do trio e o mais novo deles contou que iria levar a caminhonete para o Paraguai. Os militares desconfiaram da situação e constataram que o veículo havia sido roubado em Ribeirão Preto no último 30 de janeiro e estava com placas de Campo Grande.

Os policiais verificaram ainda que as características dos assaltantes ditas pela vítima à polícia paulista eram semelhantes as dos dois suspeitos mais velhos.

A suspeita é de que os dois mais velhos seriam batedores da caminhonete, dirigida pelo mais novo.

Com a constatação de que o veículo era roubado, os suspeitos foram levados para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro e autuados em flagrante por receptação, adulteração e sinal identificador de veículo e associação criminosa.

O suspeito de 25 anos já tinha sido preso por tráfico de drogas, tendo ficado na prisão por 13 dias. O mais velho falou à polícia que já esteve preso duas vezes por futo à caixa eletrônico e o mais novo declarou que nunca foi à prisão.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: