TJ mantém condenação a acusados de roubar carro de universitária e colocar fogo em Campo Grande

Correio do Pantanal

4 abr 2018 às 09:50 hs
TJ mantém condenação a acusados de roubar carro de universitária e colocar fogo em Campo Grande

Vítima foi obrigada a entregar a chave do carro, a bolsa e entrar no veículo e ficar quieta. Horas depois do roubo a jovem foi abandonada na BR-163.

Carro de estudante foi roubado e encontrado incêndiado em Campo Grande (Foto: Osvaldo Nóbrega/TV Morena/Arquivo)

Carro de estudante foi roubado e encontrado incêndiado em Campo Grande (Foto: Osvaldo Nóbrega/TV Morena/Arquivo)

Os desembargadores da 1ª Seção Criminal negaram o recurso para reformar a condenação de um dos acusados de roubar o veículo e colocar fogo de uma universitária, em Campo Grande, em dezembro de 2016. A vítima ainda foi obrigada a entregar a chave do carro e a bolsa, entrar no carro e ficar quieta. Horas depois do crime foi abandonada na BR-163.

O julgamento em primeira instância foi realizada há cerca de um ano. A Justiça determinou seis anos de reclusão, em regime inicial semiaberto, e 20 dias-multa, pelos crimes de roubo, com agravo por violência/ameaça com uso de arma e restrição de liberdade e ainda por se associar a terceiros para realizar ação criminosa a esse denunciado.

Ainda foram condenados outros dois envolvidos a cinco anos e quatro meses, em regime semi-aberto, e 13 dias-multas pelos bons antecedentes. Além disso, os três tiveram de pagar R$ 20 mil à vítima por indenização.

Para o relator do processo, desembargador José Ale Ahmad Netto, o pedido revisional não se encaixa em nenhuma das condições do Código de Processo Penal (CPP) necessárias para realizar a revisão penal, bem como assevera que a matéria em discussão nos autos já foi discutida em outro momento, não sendo aceito o pedido caso não tenha se fundado em novas provas.

A Procuradoria-Geral de Justiça, em parecer, opinou pelo não conhecimento do pedido revisional.

Fato

Segundo a denúncia, no dia 8 de dezembro de 2016, por volta das 21h40, os três denunciados abordaram a estudante na saída da faculdade, no bairro Chácara Cachoeira, no momento em que ela abria a porta de seu veículo.

Com uma arma de fogo, os condenados exigiram que a estudante ficasse quieta dentro do carro depois de entregar os pertences dela. Horas após o crime, abandonaram a vítima na BR-163.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: