Tempo seco eleva em mais de 50% o índice de queimadas em Mato Grosso do Sul

Correio do Pantanal

18 jul 2018 às 18:23 hs
Tempo seco eleva em mais de 50% o índice de queimadas em Mato Grosso do Sul

Campo Grande representa metade dos incêndios ocorridos no estado

Por FÁBIO ORUÊ E BRUNA AQUINO

Correio do Estado

No primeiro semestre de 2018 ocorreram 2.201 queimadas em Mato Grosso do Sul, segundo dados do Corpo de Bombeiros (CB). Em Campo Grande, foram 1.116 casos ocorridos de janeiro a junho deste ano.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, no mesmo período do ano passado foram 1.437 queimadas no Estado, sendo 736 na Capital. Esses dados mostram um crescimento de 53,2 % no número total de queimadas em todo o estado em relação ao ano passado.

Na manhã de hoje (18), um incêndio de grandes proporções atingiu uma área verde ao lado do Hospital Proncor, no bairro Chacará Cachoeira, em Campo Grande. O fogo começou próximo à avenida Afonso Pena, por volta de 8h30. O local fica perto do Parque das Nações Indígenas, uma das maiores áreas verdes da Capital.

Um homem, que não quis ser identificado e trabalha em uma empresa próxima ao terreno, contou que os incêndios naquele lugar acontecem  todo ano. “Toda vez é a mesma coisa; o tempo já está seco e fica difícil respirar; com essas queimadas então só piora e fica difícil trabalhar dessa forma”, reclamou ele.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: