Técnica moderna revela antiga cidade com tantos edifícios como Manhattan

Correio do Pantanal

17 fev 2018 às 07:03 hs
Técnica moderna revela antiga cidade com tantos edifícios como Manhattan

CHRIS FISHER

Angamuco poderá ser, por agora, uma das maiores cidades antigas que se situam no México. Teria cerca de 40 mil edifícios

Longe vão os tempos em que a arqueologia significava apenas escavar. Agora, com técnicas como o mapeamento a laser, muitas e novas descobertas estão a ser postas aos olhos de todos. Um destes exemplos é a cidade de Angamuco, no oeste do México.

Angamuco foi construída por um povo inimigo dos astecas, os purépecha. A cidade, de cerca de 26 quilómetros quadrados, já era conhecida, mas foi com o mapeamento a laser que se descobriu um interessante novo facto, conta o Guardian: tinha tantos edifícios como Manhattan.

“Pensar que esta enorme cidade existia no coração do México todo este tempo e ninguém sabia é fantástico”, afirmou Chris Fisher, arqueólogo da Universidade do Colorado, EUA, que está a apresentar as suas descoberta, esta semana, em Austin, Texas, EUA.

O povo purépecha, apesar de menos conhecido do que os seus rivais, viviam em maior número no México central no início do século XVI.

“É uma área enorme que tinha muitas pessoas e fundações arquitetónicas. Se fizermos as contas, de repente estamos a falar de cerca de 40 mil edifícios, o que é mas ou menos o mesmo número de edifícios que existem na ilha de Manhattan”, acrescentou Fisher.

Ainda de acordo com declarações de Chris Fisher, mais de 100 mil pessoas terão vivido na cidade entre o ano 1000 e 1350, os anos áureos da mesma.

Encontrada pela primeira vez em 2007, Angamuco “será a maior cidade conhecida, por agora, no oeste do México durante o referido período”.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: