Segurança da urna eletrônica e voto impresso serão debatidos na CCJ

Correio do Pantanal

17 fev 2018 às 08:44 hs
Segurança da urna eletrônica e voto impresso serão debatidos na CCJ

Por AGÊNCIA SENADO – Correio do Estado

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) vai promover um debate sobre a segurança das urnas eletrônicas e a implantação do voto impresso nas eleições de outubro de 2018. Ainda não há data marcada para a audiência.

O pedido de audiência pública foi feito pelo senador Lasier Martins (PSD-RS). Para ele, a urna eletrônica não é confiável e a impressão do voto seria a única forma de auditar o resultado das eleições. Mas o Tribunal Superior Eleitoral alega que a implantação das impressoras em cada urna vai custar R$ 2,5 bilhões e, por isso, apenas 5% delas terão o dispositivo do voto impresso nas próximas eleições.

Lasier Martins argumenta que a medida desrespeita uma lei de 2015 aprovada pelo Congresso. Já o senador José Pimentel (PT-CE) acredita que a implantação gradual é a saída, uma vez que o orçamento da Justiça Eleitoral é limitado. Ouça reportagem sobre o tema abaixo.

Você é acha que a urna eletrônica é segura? Deixe sua opinião em enquete neste link.

 

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: