Praia australiana colapsa parcialmente no mar

Correio do Pantanal

25 set 2018 às 18:46 hs
Praia australiana colapsa parcialmente no mar

Fenómeno não provocou danos materiais nem físicos e terá estado na origem do enfraquecimento da área costeira

Pelo menos 300 metros do areal de uma praia australiana colapsaram no mar. De acordo com a BBC, que cita as autoridades australianas, o fenómeno aconteceu no último domingo ou esta segunda-feira na península de Inskip Point.

O fenómeno não provocou danos materiais ou físicos e terá sido provocado pelo enfraquecimento da costa, que esteve na origem da erosão.

“É provável que esta erosão tenha sido causada pelo enfraquecimento de parte da costa pelo fluxo de maré, ondas e correntes”, disse o departamento de Meio Ambiente e Ciência de Queensland em comunicado. As autoridades descreveram o acontecimento como um “desabamento de terra perto da costa” e aconselharam as pessoas a evitarem a área.

Foi o piloto Glen Cruickshank que assistiu às mudanças na área costeira enquanto sobrevoava a península, a cerca de 250 quilómetros a norte de Brisbane. “É muito maior do que as duas últimas vezes – é um grande pedaço que acabou por ser sugado”, contou à BBC.

Este é o terceiro incidente do género a acontecer no local: em 2015 cerca de 140 pessoas foram evacuadas na sequência de um desabamento de 200 metros de areal, sem causar feridos, e em 2016 o fenómeno voltou a verificar-se, embora numa dimensão inferior.

“Tudo o que podemos dizer é que esta é uma área instável inerente e isso pode acontecer periodicamente”, explicou o geologista Peter Davies, da Universidade de Sunshine Coast, ao canal de televisão estatal Australian Broadcasting Corporation.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: