Passagem do furacão Florence deixa 32 mortos e inundações ainda ameaçam cidades dos EUA

Correio do Pantanal

18 set 2018 às 09:35 hs
Passagem do furacão Florence deixa 32 mortos e inundações ainda ameaçam cidades dos EUA

Segundo Serviço Nacional Meteorológico dos EUA, ainda há riscos de chuvas nos estados da Carolina do Norte, Carolina do Sul e Virgínia.


Por Reuters

Casa alaga é vista na Carolina do Norte, EUA, após passagem do furacão Florence — Foto: Eduardo Munoz/Reuters
Casa alaga é vista na Carolina do Norte, EUA, após passagem do furacão Florence — Foto: Eduardo Munoz/Reuters

Enchentes ameaçavam comunidades dos Estados norte-americanos da Carolina do Sul e do Norte, nesta terça-feira (18) à medida que a tempestade Florence continua a afetar o nordeste do país com fortes chuvas e tornados, após deixar ao menos 32 mortos.

O nível da água já atingiu telhados de casas, transformou estradas em rios, deixou milhares de pessoas isoladas, e continuava a subir nesta terça-feira, de acordo com o Serviço Nacional Meteorológico dos EUA (NWS).

“As inundações ainda serão uma preocupação no fim de semana e até a próxima semana”, disse Hal Austin, meteorologista do NWS, observando que há risco de mais chuvas na região nesta terça e na quarta-feira.

Ao menos 32 pessoas foram mortas pela passagem do Florence, incluindo 25 no Estado da Carolina do Norte e seis na Carolina do Sul. Uma das vítimas morreu quando ao menos 16 tornados foram provocados pelo Florence na segunda-feira na Virgínia, onde dezenas de edificações também foram destruídas, segundo o NWS.

Entre os mortos, está um bebê de 1 ano que caiu dos braços de sua mãe enquanto os dois tentavam escapar de seu carro durante uma enchente.

O furacão perdeu força e já se transformou em depressão tropical. Na segunda (17), estava no extremo oeste do estado da Virgínia, com ventos sustentados de 50 quilômetros por hora.

Florence avança rapidamente em direção ao nordeste e levará intensas chuvas ao estado de Nova York e à região da Nova Inglaterra. O olho da tempestade Florence, que chegou a ser um furacão de categoria 4 na escala de intensidade Saffir-Simpson, tocou o solo na sexta-feira, já rebaixado à categoria 1.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: