Paraguai prende um dos maiores produtores de maconha do país, diz promotor

Correio do Pantanal

13 jul 2019 às 06:45 hs
Paraguai prende um dos maiores produtores de maconha do país, diz promotor

Por Ricardo Freitas, G1 MS

Fredy Ariel Irala Fernandez preso na fronteira do Brasil  — Foto: Polícia Nacional Paraguai/DivulgaçãoFredy Ariel Irala Fernandez preso na fronteira do Brasil  — Foto: Polícia Nacional Paraguai/Divulgação

Fredy Ariel Irala Fernandez preso na fronteira do Brasil — Foto: Polícia Nacional Paraguai/Divulgação

A Polícia Nacional do Paraguai prendeu Fredy Ariel Irala Fernandez, de 35 anos, conhecido como “Lico’I”, em uma fazenda no distrito de Manta Potrero, em Capitán Bado, na fronteira do Brasil, na região sul de Mato Grosso do Sul. O paraguaio é considerado um dos maiores produtores de maconha do país, segundo o promotor do Ministério Público do Paraguai, Hugo Volpe.

“Ele é considerado um dos maiores produtores de maconha do Paraguai e tinha à sua disposição uma rede de assassinos contratados que operava em todo o departamento de Amambay ligados a vários homicídios”, disse o promotor.

O promotor disse ao G1 que o traficante era fornecedor de droga para uma das principais facções criminosas do Brasil há pelo menos 5 anos. Ele foi preso durante uma operação. Segundo a polícia paraguaia, ao chegar na propriedade rural houve um tiroteio que resultou na morte de um homem não identificado. Nas casas da fazenda, foram apreendidos 2 fuzis AR-15, munições, celulares, equipamentos de prensa, balanças, veículos e 2.800 kg de maconha.

Acampamento onde os 2.800 kg de maconha foram apreendidos — Foto: Polícia Nacional do Paraguai/DivulgaçãoAcampamento onde os 2.800 kg de maconha foram apreendidos — Foto: Polícia Nacional do Paraguai/Divulgação

Acampamento onde os 2.800 kg de maconha foram apreendidos — Foto: Polícia Nacional do Paraguai/Divulgação

Outra operação na mesma região

Policiais paraguaios e brasileiros realizaram nesta sexta-feira (12) uma operação em conjunta na região de fronteira, entre as cidades vizinhas de Capitán Bado e Coronel Sapucaia (MS). A Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (Senad), Polícia Federal e Força Nacional de Segurança fizeram buscas na região com o auxílio de um helicóptero.

No Paraguai, o foco da polícia foi a região da Colônia Manta Potrero, onde há grande concentração de lavouras de maconha. Na Linha Internacional que divide os dois países, houve bloqueios para evitar que criminosos fugissem para Mato Grosso do Sul. Segundo a polícia, um paraguaio foi preso em flagrante . Ele é apontado como o líder de uma quadrilha especializada em assaltos, tráfico e crimes de pistolagem.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: