Número de denúncias de violência contra crianças e adolescentes aumentou em MS

Correio do Pantanal

20 ago 2018 às 09:09 hs
Número de denúncias de violência contra crianças e adolescentes aumentou em MS

De 2016 para 2017, as denúncias saltaram de 1.564 registros para 1.669 registros.


Por Osvaldo Nóbrega , Campo Grande

A morte de um bebê de 1 ano e meio morreu em decorrência de uma pancada nas costas em Dourados esta semana, mostra a importância de denunciar maus tratos à criança e adolescente. O pai, lutador de MMA, e a madrasta foram presos em flagrante pelo crime. No conselho tutelar de Dourados, não havia registro ou denúncia de violência contra o bebê.

Pai do bebê foi preso em flagrante pela morte da criança em Dourados, MS (Foto: TV Morena )
Pai do bebê foi preso em flagrante pela morte da criança em Dourados, MS (Foto: TV Morena )

No fim de julho, um bebê foi agredido pelo pai, em Campo Grande. A polícia afirma que a menina de nove meses levou tapas no rosto e foi jogada no chão. Ela teve ferimentos e foi hospitalizada, e o agressor, um jovem de 23 anos, foi preso em flagrante. Ele confessou o crime à polícia.

Estatísticas mostram aumento nas denúncias de violência contra crianças e adolescentes no estado., desde 2016, pelo telefone Disque 100. O número saltou de 1.564 registros em 2016 para 1.669 em 2017.

Número de denúncias de maus-tratos contra crianças e adolescentes aumentou em MS (Foto: TV Morena/Reprodução)
Número de denúncias de maus-tratos contra crianças e adolescentes aumentou em MS (Foto: TV Morena/Reprodução)

A polícia orienta que os pais e educadores observem mudanças de comportamento nas crianças. qualquer pessoa pode procurar o conselho tutelar ou uma delegacia para denunciar. Pelo telefone, as informações podem ser passadas pelo Disque 100 ou ainda pelo 190, telefone da polícia militar. Não é preciso se identificar.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: