‘Não vai viver para contar a história’, diz homem que espancou esposa e usou faca para tentar matá-la MS

Correio do Pantanal

22 jul 2019 às 07:02 hs
‘Não vai viver para contar a história’, diz homem que espancou esposa e usou faca para tentar matá-la MS

Por G1 MS — Campo Grande

Um mulher espancada pelo marido precisou de atendimento médico na noite deste sábado (21) em Dourados, região sul de estado. De acordo com a polícia, o homem de 32 anos a agrediu com murros e usou uma faca para tentar matá-la. Antes de fugir, a ameaçou de morte: “Não vai viver para contar a história”.

Conforme a ocorrência, as agressões começaram após a mulher, que trabalha como auxiliar de cozinha em um hospital, pedir para o marido ir buscá-la no serviço. No caminho, ele parou em um posto de gasolina e ficou cerca de 1 h consumindo bebida alcoólica. Ao pedir para ir embora, o homem a levou até a residência do casal.

Mulher fica ferida após ser agredida pelo marido. Caso foi registrado na Depac de Dourados. — Foto: Reprodução/TV MorenaMulher fica ferida após ser agredida pelo marido. Caso foi registrado na Depac de Dourados. — Foto: Reprodução/TV Morena

Mulher fica ferida após ser agredida pelo marido. Caso foi registrado na Depac de Dourados. — Foto: Reprodução/TV Morena

A vítima, ao descer suas coisas de dentro do carro, como objetos de cozinha, foi avisada pelo suspeito que iria embora de casa, a mulher concordou e pediu a ele que pegasse suas roupas. Nervoso, ele pegou a faca da mão da vítima e tentou golpeá-la no rosto, mas acabou ferindo a mão dela, segundo a polícia.

De acordo com o boletim de ocorrência, por não conseguir esfaqueá-la, o suspeito começou a dar socos na boca e cabeça dela. Ao gritar por socorro, vizinhos saíram para fora e o homem fugiu usando o veículo da família. A mulher foi encaminhada para o hospital e apresentou vários ferimentos como corte no rosto, cabeça e arranhões pelo corpo.

A mulher informou que já foi agredida uma semana antes pelo homem que é usuário de droga. Ela deseja representar contra o suspeito e solicita medida protetiva. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa e violência doméstica.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: