Motoristas presos por contrabando de cigarros em MS poderão ficar livres pela 2ª vez neste ano

Correio do Pantanal

17 fev 2018 às 08:25 hs
Motoristas presos por contrabando de cigarros em MS poderão ficar livres pela 2ª vez neste ano

Os quatro tinham sido presos em janeiro de 2018 pelo mesmo crime, no estado. Um quinto suspeito está foragido.

Comboio com 5 carretas é a segunda maior apreensão de cigarros contrabandeados do país MS (Foto: PRF/Divulgação)

Comboio com 5 carretas é a segunda maior apreensão de cigarros contrabandeados do país MS (Foto: PRF/Divulgação)

Os quatro motoristas das carretas em comboio com cigarros contrabandeados presos na quinta-feira (15) perto da BR-060, em Sidrolândia, poderão ficar livres pela segunda vez se pagarem fiança e usarem tornozeleira eletrônica, conforme decisão do juiz da 5ª Vara Federal de Campo Grande.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) afirma que essa apreensão de 4.500 caixas com cigarros, totalizando 11.250 maços, foi a segunda maior do país neste ano.

No dia 20 de janeiro deste ano, eles haviam sido presos em Jaraguari (MS) também por contrabando e conseguiram a liberdade após pagarem fiança, que foi reduzida de R$ 9.370 para R$ 3.123, 33 para cada um. Nesta ainda foram presas outras duas pessoas.

Dionathan David Divino Silva, Wandir Júnior Bezerra Marques, Alessandro Aurélio Fleury Guimarães e Plínio Alves Silva Machado foram soltos no último dia 29 de janeiro.

Desta vez, os quatro foram flagrados com uma carga avaliada em R$ 12 milhões que seria levada para Rondonópolis (MT). Primeiro foram abordadas três carretas e logo depois outras duas que pertenciam ao comboio. Os veículos tinham placas de Goiânia.

A Justiça Federal determinou novamente a fiança de dez salários mínimos, mas não reduziu o valor. Se pagarem, terão de usar tornozeleira eletrônica e não poderão se ausentar da residência por mais de oito dias.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: