Milhares de argentinos protestam para pedir retirada de imunidade de Cristina Kirchner

Correio do Pantanal

22 ago 2018 às 09:17 hs
Milhares de argentinos protestam para pedir retirada de imunidade de Cristina Kirchner

Senadora é investigada por acusações de pagamento de propina durante seu governo. Ex-presidente disse que irá aceitar o que a Câmara decidir.


Por Reuters

Dezenas de milhares de argentinos protestaram nesta terça-feira (21) diante do Congresso para pedir ao Senado que retire a imunidade da parlamentar e ex-presidente Cristina Kirchner, investigada por acusações de pagamento de propina durante seu governo.

A mobilização foi convocada pelas redes sociais sob o slogan “Desafuero y allanamiento a CFK”, um dia antes de a Câmara decidir se registros de suas propriedades serão permitidos.

Pessoas carregando faixas, malas ou bolsas – símbolos da má gestão que supostamente ocorreu durante a Presidência de Cristina – também pediram a aprovação da lei de Extinção de Domínio, que será discutida na quarta-feira, para que as perdas causadas por corrupção possam ser recuperadas.

Para poder registrar as propriedades da ex-presidente, a Justiça precisa da aprovação do Senado, que também deve decidir se tira a imunidade, caso o juiz Claudio Bonadio – que conduz a investigação – peça no futuro a prisão da atual senadora.

Cristina disse nesta terça-feira que aceitará o que a Câmara decidir.

“Deve ser esclarecido que esta decisão não implica em validar a irracionalidade das medidas ordenadas por Bonadio em sua cruzada persecutória contra mim”, afirmou ela em carta.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: