Lula da Silva considera mandado de prisão “absurdo”

Correio do Pantanal

6 abr 2018 às 07:12 hs
Lula da Silva considera mandado de prisão “absurdo”

REUTERS/RODOLFO BUHRER

O antigo presidente do Brasil, Lula da Silva, acusou o juiz Sérgio Moro de estar a agir politicamente para impedir o seu “direito à defesa”

O ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva considerou hoje “absurdo” o mandado de prisão de que é alvo, e acusou o juiz Sérgio Moro “de sonhar” com a sua detenção.

Lula da Silva acusou Sérgio Moro de estar a agir politicamente para impedir o seu “direito à defesa”, de acordo com declarações à estação de rádio CBN, as primeiras desde que o Supremo Tribunal Federal negou um recurso para ficar em liberdade até à decisão final do processo

O ex-Presidente declarou ainda que vai aguardar orientações dos advogados, para decidir se vai entregar-se, ou não, às autoridades, tal como foi decretado.

O juiz emitiu um mandado no qual determinou que Lula da Silva deve entregar-se voluntariamente na sede da Polícia Federal em Curitiba até às 17:00 (21:00 Lisboa) de hoje

Na noite de quinta-feira, o juiz Sérgio Moro decretou a prisão de Lula da Silva, na sequência de uma autorização do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

O juiz emitiu um mandado no qual determinou que Lula da Silva deve entregar-se voluntariamente na sede da Polícia Federal em Curitiba até às 17:00 (21:00 Lisboa) de hoje.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: