Ladrão deficiente físico é flagrado furtando residência em bairro de Campo Grande; veja vídeo

Correio do Pantanal

10 fev 2018 às 11:04 hs
Ladrão deficiente físico é flagrado furtando residência em bairro de Campo Grande; veja vídeo

As imagens mostram o homem de bicicleta, carregando uma muleta. O caso ocorreu há uma semana, mas, imagens foram divulgadas nesta sexta-feira (9).

Ladrão deficiente físico é flagrado furtando residência em Campo Grande

Ladrão deficiente físico é flagrado furtando residência em Campo Grande

Um ladrão deficiente físico foi flagrado por câmeras de segurança furtando uma casa na rua Maria da Glória Ferreira de Souza, residencial Ramez Tebet, em Campo Grande. O caso ocorreu há uma semana, mas, as imagens foram divulgadas nesta sexta-feira (9). Rogilson Ramires Alves, de 40 anos, segundo a polícia, é conhecido como “Gilson perninha”.

As imagens mostram o homem de bicicleta, carregando uma muleta. O suspeito chega na casa e se apoia na bicicleta, pulando o muro em seguida. Após destravar a fechadura do portão e arrombar a porta dos fundos, o homem vai embora em um veículo prata, tendo como companhia um homem e um adolescente.

Os envolvidos então começam a colocar um televisor, botijão de gás, entre outros objetos furtados no carro. Na saída, são abordados por um guarda municipal de folga. O servidor aponta o revólver e dá voz de prisão aos suspeitos. Rogilson desce do carro com certa dificuldade e é colocado contra o muro, assim como os demais suspeitos.

Ladrão deficiente chega de bicicleta em residencial de MS (Foto: Reprodução/TV Morena)Ladrão deficiente chega de bicicleta em residencial de MS (Foto: Reprodução/TV Morena)

Ladrão deficiente chega de bicicleta em residencial de MS (Foto: Reprodução/TV Morena)

Em seguida, chega a viatura da Guarda Municipal e depois da Polícia Militar (PM). O trio é encaminhado para delegacia. O furto ocorre em plena luz do dia. No bairro, moradores e comerciantes reclamam dos furtos e roubos. A dona de casa Francisca Maciel diz que foi abordada recentemente, na frente de casa. Ele e o neto foram ameaçados por bandidos, que fugiram levando o aparelho celular. A maquiadora Giovana Almeida Prado disse que também mudou o caminho do trabalho.

Rogilson já possuía antecedentes criminais. Ele foi indiciado e responde ao crime em liberdade. Os demais envolvidos foram ouvidos apenas como testemunhas, pois alegaram ter “sido contratados” para um frete com o suspeito.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: