Jovem estupra e mata a facadas tia de 64 anos em MS e diz à polícia: ‘Não tinha intenção, mas deu vontade’

Correio do Pantanal

27 jul 2019 às 07:13 hs
Jovem estupra e mata a facadas tia de 64 anos em MS e diz à polícia: ‘Não tinha intenção, mas deu vontade’

O suspeito estava no velório da tia quando um policial observou que tinha arranhões no rosto. Corpo da idosa foi encontrado sem roupas em Nova Andradina (MS).

Por Flávio Dias, G1 MS — Campo Grande

Um homem de 24 anos foi preso nesta quinta-feira (25) após confessar que estuprou e matou a facadas a tia de 64 anos, em Nova Andradina, a 296 km de Campo Grande. O suspeito foi localizado em um assentamento rural da região e disse à polícia que “Não tinha intenção, mas deu vontade”.

Conforme o delegado Rafael Carvalho, o rapaz informou que no dia crime, na última sexta-feira (19), chegou à casa da tia após ter consumido bebida alcoólica, pulou o muro e ao entrar no imóvel, a violentou sexualmente. Por ter sido reconhecido pela vítima, usou uma faca para matá-la. A polícia informou ao G1 que até a publicação desta matéria, o suspeito não possuía advogado de defesa.

Jovem confessa que matou tia de 64 anos, em Nova Andradina (MS). — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Jovem confessa que matou tia de 64 anos, em Nova Andradina (MS). — Foto: Divulgação/Polícia Civil

O delegado informou que um policial foi instruído a comparecer ao velório da idosa para visualizar atitudes estranhas de pessoas e levantar possíveis suspeitos. O agente observou que o sobrinho estava com marcas e arranhões na região do rosto.

A delega da Delegacia da Mulher (DAM) de Nova Andradina, Daniella Nantes, disse que durante as investigações, haviam cinco suspeitos e que o jovem, por trabalhar em uma empresa que viajava para vários estados, foi o último a prestar depoimento.

Conforme a delegada, o jovem tinha convivência com a vítima e algumas vezes chegava a dormir em um quarto aos fundos da residência dela. No dia do crime, ele monitorou o local e mesmo não tendo certeza de que um dos filhos dela poderia estar na casa, decidiu pular o muro.

O homem observou a idosa no momento em que ela levantou-se à noite para ir até a cozinha, arrombou uma das portas e agarrou a idosa. Em luta corporal, os dois caíram ao chão e a idosa reconheceu-o, chamou pelo nome e disse que contaria para a mãe dele, segundo o depoimento.

Faca que sobrinho usou para matar idosa, após estuprá-la, em Nova Andradina (MS). — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Faca que sobrinho usou para matar idosa, após estuprá-la, em Nova Andradina (MS). — Foto: Divulgação/Polícia Civil

De acordo com a polícia, para tentar escapar do jovem, a vítima pegou uma faca de serra mas o rapaz a tomou de sua mão e a feriu com um corte profundo no pescoço. O suspeito não conseguiu concluir o ato sexual, mas chegou a ejacular nas partes íntimas dela. Ele jogou suas roupas ensanguentadas em uma fossa e a arma do crime próximo a um córrego.

Segundo a delegada, o rapaz que também tem passagens por tentativa de estupro e por tentar entrar em uma casa onde duas meninas estavam sozinhas. O caso foi registrado como estupro seguido de morte, mas por ainda não ter finalizado o inquérito, há possibilidade de passar-se o caso para feminicídio.

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: