Ibope mostra Reinaldo à frente com 39%, Odilon com 24% e Mochi com 3%

Correio do Pantanal

25 ago 2018 às 10:15 hs
Ibope mostra Reinaldo à frente com 39%, Odilon com 24% e Mochi com 3%

Foi a primeira pesquisa com intenção de voto para governo do Estado. Foram entrevistados 812 eleitores

Gabriel Neris
Governador Reinaldo Azambuja aparece em primeiro na pesquisa (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Governador Reinaldo Azambuja aparece em primeiro na pesquisa (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Odilon de Oliveira é o segundo lugar no Ibope (Foto: Paulo Francis)

Odilon de Oliveira é o segundo lugar no Ibope (Foto: Paulo Francis)

 

 

 

 

 

 

 

O Ibope divulgou na noite desta sexta-feira (24) a primeira pesquisa com intenções de voto para o governo de Mato Grosso do Sul. A pesquisa foi encomendada pela TV Morena. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) lidera com 39% das intenções de voto. Com a margem de erro teria entre 42% e 36%.

O juiz aposentado Odilon de Oliveira, candidato do PDT, aparece na pesquisa em segundo lugar com 24% das invenções de voto. Com a margem de erro, teria entre 27% e 21%. O presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi, candidato do MDB, tem 3% da preferência do eleitorado. Com a margem ficaria de 6% a 0%.

Humberto Amaducci (PT), João Alfredo (PSOL) e Marcelo Bluma (PV) somam 2% das intenções de voto cada um. Com a margem de erro, ambos teriam entre 0% e 5%.

As intenções de votos brancos e nulos somaram 17%. O número de eleitores que não sabe ou não responderam seu candidato preferido foi de 11%. A margem de erro da pesquisa é de 3% para mais ou para menos e o nível de confiança da é de 95%. Foram entrevistados 812 eleitores, segundo informa o registro da consulta na Justiça Eleitoral.

As equipes, conforme o registro, foram às ruas entre 18 e 24 de agosto e registrada no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul): MS‐06269/2018. Registro no TSE: BR‐06268/2018

ATENÇÃO: Comente com responsabilidade, os comentários não representam a opnião do Jornal Correio do Pantanal. Comentários ofensivos e que não tenham relação com a notícia, poderão ser retirados sem prévia notificação.

%d blogueiros gostam disto: